04/11/2015

CIVA (Centro de Investigação da Vida Alheia)






1 - Gaia vai de mal a pior. Notícias constantes de buracos nas contas públicas. Todos sacodem a água do capote e os gaienses a ver o comboio passar (aqueles que vêem).
2 - As culpas são dos anteriores executivos que não acautelaram determinadas situações, pensando que ficariam por muitos anos à frente da CM Gaia. Todavia a limitação de mandatos estragou a vida a Luís Filipe Menezes e deixou-o sem capacidade de reacção em muito pouco tempo.
3- Mas as culpas também são deste executivo que durante, anos e anos, foi oposição e nunca levantou a voz em força contra a VL9 e outros empreendimentos.
4 - A Câmara de Gaia foi condenada a pagar 13,8 milhões de euros por incumprimento do acordo de cedência de terrenos usados para a construção da VL9. E deve honrar os seus compromissos e pagar.
5 - Ninguém gostaria que passasse no seu terreno uma estrada e não tivesse contrapartidas. Num Estado de Direito há o direito à propriedade privada.
6 - Os donos do terreno fizeram o que qualquer cidadão faria, procuraram ser ressarcidos utilizando todos os meios legais ao seu alcance. Penhorar o vencimento do presidente de câmara ou penhorar receitas da CM Gaia, penhorar automóveis, etc.. Que podia ser o vencimento deste presidente ou de outro qualquer. A vitimização por vezes é ridícula.
7 - A solidariedade de Rui Moreira à CM Gaia, só lhe fica bem, mas compreende-se. Luís Filipe Menezes (LFM) foi seu opositor no Porto e não morre de amores por LFM.
8 - Rui Moreira deve ver é os fogos que tem no seu quintal, em vez de vir apagar os fogos do quintal do vizinho. As contas equilibradas da CM Porto, deixadas por Rui Rio, deveriam ter reflexo na vida dos cidadãos: baixa do IMI; baixa do IRS; estacionamento dos residentes; etc.
9 - No Porto vai baixar o preço de estacionamento para residentes: a primeira viatura (25€), a segunda viatura (100€) e a terceira (300€). Muito mais cara do que em Lisboa: emolumentos 12€; primeira viatura (gratuita) a segunda (30€) e a terceira (120€).
10 - O executivo do Porto, no início de mandato , teve logo uma baixa de peso com a saída de Daniel Bessa de presidente da Assembleia Municipal, depois tem um vereador do PS arquitecto que tem um gabinete de arquitectura em que pode haver conflito de interesses. O problema com o presidente da União de Freguesias do Centro Histórico do Porto, apesar de lhe ter retirado a confiança política , continua lá.
11 - A polémica sobre o concurso para requalificação e exploração do pavilhão Rosa Mota continua. O Concorrente Porto 100%Porto, composto pela PEV Enternainment e pela construtora Lúcios não aceita exclusão e admite concorrer para tribunal. Noutro registo, o Júri chumbou duas propostas para o Bairro Rainha Dona Leonor por violar o PDM. Estes assuntos têm dado água pela barba ao executivo da CM Porto.
12- Rui Moreira tem todo o interesse em ter em Gaia um presidente como Eduardo Vítor Rodrigues, em que o subalterniza constantemente. Eu quero à frente da CM Gaia alguém que fale de igual para igual para o Porto, sem submissão e servilismo.
13 - O actual executivo da CM Gaia não vem a público dizer quanto recebeu a mais de IMI, este ano corrente de 2015, com a abolição da cláusula de salvaguarda.
14- Em Gaia há muita litigância e má-fé. A dívida de Gaia é algo contida e que pode ser paga. Esta sentença mantém afastada a necessidade de recorrer ao Fundo de Apoio Municipal (FAM).
15 -Gaia ficou fora dos rácios que obrigaram dezenas de outras câmaras a aderirem coercivamente a um resgate financeiro, apresenta uma conta de gerência de 2014 onde a dívida é das mais baixas per capita do país. Isso deve-se à gestão do actual executivo, mas verdade seja dita, já se tinha iniciado no último mandato de Luís Filipe Menezes em que havia um assinalável volume de investimento.
16-Todavia este executivo sabia destes assuntos pendentes: VL9, Cimpor, etc.. Mas continuou a financiar Marés- Vivas, Motonáutica, incorporou a Gaianima, e ainda, atribuiu 1 milhão de euros em subsídios a associações e clubes, ao mesmo tempo, inaugurou - o Areinho de Oliveira do Douro - com uma festa sumptuosa e cara.
17 -Pelo que me apercebo só tem inaugurado obras do anterior executivo: piscina de Pedroso; pavilhão das Pedras; viaduto do Centro Histórico e obras de Vila D` Este.
18- Acho muito importante o que foi feito em Gaia: o saneamento; 4000 casas para os mais pobres; vias estruturantes, da costa de mar, da frente ribeirinha; dos equipamentos desportivos, do novo parque escolar; etc. Há dívida mas há obra, mas há quem tenha dívida e não tenha obra.
19- Apercebo-me que o actual presidente não aceita muito bem as criticas. Mas é importante estar atento e estar informado da realidade que por vezes não é dócil. Quando se assume um cargo político herda-se o que é bom, mas também o que é mau.
20- Por vezes, o poder torna as pessoas surdas, e de seguida,  aparecem mal-entendidos. Mas é importante perceber que Luís Filipe Menezes não é D. Sebastião, mas parece. E é pena a oposição não estar à altura de uma cidade como Gaia, mas também em 11 vereadores são dois contra 9.
21 - Há quem diga que as relações entre os vereadores do executivo PS não são as melhores. O PSD ou começa a pensar seriamente numa alternativa de poder ou não vai lá…
22- O PSD num futuro próximo vai ter eleições para a concelhia. Convém começar a arquitectar um plano com cabeça tronco e membros. Auscultar Luís Filipe Menezes se quer voltar ou como quer voltar. Outras alternativas e definir o perfil do próximo candidato à CM Gaia. Ouvir o CDS, seu antigo parceiro. O caminho faz-se caminhando, e não, começar a correr perto de 2017.
23 - Começar a pedir contas a este executivo que já está para lá do meio mandato e critica com pompa e circunstância o anterior executivo. Esquecendo-se que quando se assume um cargo público herda-se o que é mau e o que é bom. E o bom não se fala ou pouco se fala.
JJ

*artigo publicado no Jornal Audiência

3 comentários:

  1. FB

    osto · Responder · 1 · 4/11 às 11:46
    Luis Moura
    Luis Moura O Porto parece-me estar bem e recomenda-se, pelo menos eu e as operadoras turísticas por esse mundo fora recomendamos. O IMI está nos 0.36 e legalmente só poderia descer mais 0.06. Mas tanto IMI como IRS só não são já revistos porque a CMP está a aguardar a decisão do Governo sobre extinção ou não o IMT. O estacionamento foi concessionado e o valor definido para avença (25€ por ano para os residentes) baixou agora para 1/4 do que era até aqui. A reabilitação da cidade ocorre a bom ritmo, sobretudo o coração da baixa! Só para citar alguns exemplos: uma nova praça vai nascer, fruto da demolição do edificio onde funcionava o Banco do Brasil. A Casa do Infante foi reformulada e tem agora um excelente Museu Interactivo. O Museu dos Descobrimentos, da Douro Azul, abriu em plena Miragaia e é um sucesso. A reabilitação do mercado do Bom Sucesso, com lojas e um Hotel foi um sucesso. A Igreja dos Clérigos foi alvo de uma reabilitação fantástica. A reabilitação do histórico Mercado do Bolhão vai avançar. O Teatro Nacional de S.João reabriu depois da reabilitação. O Museu da Santa Casa da Misericórdia inaugurou na rua das Flores, que agora é preferencialmente pedonal e de comércio. A questão Aleixo está a avançar. Falta mesmo desbloquear essa questão do Palácio que é também um sitio muito simbólico para os portuenses. Relevante é o facto de a agência de notação financeira Fitch dizer que as contas da autarquia do Porto estão bem e recomendam-se, e refere a Invicta como uma cidade rica e atraente, com um grande potencial para o turismo! O ano passado o Porto ganhou o prémio de melhor destino Europeu e a marca "Porto." foi considerada a melhor entre as agências e marcas Ibero-americanas. Há espectáculos culturais para todos os gostos e muitos deles gratuitos. O Centro de Congressos da Alfândega do Porto recebeu, em Londres, o prémio para Melhor Centro de Conferências da Europa, transformando-se no primeiro equipamento do género a receber a distinção pelo segundo ano consecutivo. Há assuntos a resolver e outros a melhorar mas nota-se a preocupação em fazer com qualidade mas de forma sustentável. E além disso nota-se harmonia com o trabalho do anterior executivo. Há uma lógica de continuidade e sintonia até em questões essenciais entre oposição e executivo. Por exemplo, o orçamento da CMP para 2016 teve apenas um voto contra. Neste momento dá gosto viver no Porto! Quanto a Gaia tenho sinceramente pena de a ver neste estado, sempre envolvida em más notícias de calotes, dívidas, etc... Os amigos que tenho em Gaia queixam-se de pagar os impostos e taxas mais elevados que no Porto por exemplo mas, numa autarquia falida é assim... Por isso me parece importante uma CM ter as contas equilibradas. Os portuenses confiam nessa filosofia desde há mais de 10 anos e, até ver, parece ter sido uma boa aposta.

    ResponderEliminar

  2. Joaquim Jorge Para operador turístico acho que percebe mais de projectos para o Porto do que de viagens! Já tinha lido que muitos políticos usam um FB falso para dar umas respostas sem se exporem, ou mandam alguém responder. Sem problema mas eu não sou burro! Em rel...Ver mais
    Gosto · Responder · 2 · 20 h · Editado
    Luis Moura
    Luis Moura Olhe que não, está enganado. Não sou operador turístico, muito menos político de profissão. O meu perfil de facebook é autêntico, não percebo porque duvida. Sou "só" um cidadão portuense. Gosto da minha cidade e gosto daquilo em que se está a transformar. Respondeu dando a ideia de que eu estava a argumentar contrariamente e não estou. Eu sei que é essa a obrigação da CMP, apenas constatei que o tem feito, ponto. E sei que pode e deve ser alvo de críticas se for esse o caso. Olhe eu sou o primeiro a criticar, quando algo me afecta ou preocupa, apareço nas assembleias municipais e falo. Eu também não disse que a sua análise não era isenta. É a sua opinião, tem direito a ela. Eu tenho a minha, e expliquei-a. A nível de insegurança, acho que está dentro dos limites para uma cidade desta dimensão. O lixo sim, também concordo mas isso também é questão de civismo, há que educar as pessoas e isso leva tempo. Não sei se são festas a mais ou a menos. São eventos que permitem o acesso à cultura por parte de pessoas que não têm grandes posses. "Festas" eu chamaria às noitadas de porco assado no espeto e música pimba, que foram organizadas por alguns grupos políticos durante a campanha das eleições autárquicas de 2013 mas, de acordo com os resultados finais, essas festas não pareceram convencer os portuenses. Essa questão da adjudicação, tem toda a razão, parece-me totalmente incompatível e sim, eticamente reprovável. Tenho pena que aconteça. Quanto a VN Gaia volto a dizer que tenho sinceramente pena de a ver neste estado, sempre envolvida em más notícias de calotes, dívidas, etc...
    Não gosto · Responder · 1 · 22 h · Ed

    ResponderEliminar
  3. Luis Moura Olhe que não, está enganado. Não sou operador turístico, muito menos político de profissão. O meu perfil de facebook é autêntico, não percebo porque duvida. Sou "só" um cidadão portuense. Gosto da minha cidade e gosto daquilo em que se está a transformar. Respondeu dando a ideia de que eu estava a argumentar contrariamente e não estou. Eu sei que é essa a obrigação da CMP, apenas constatei que o tem feito, ponto. E sei que pode e deve ser alvo de críticas se for esse o caso. Olhe eu sou o primeiro a criticar, quando algo me afecta ou preocupa, apareço nas assembleias municipais e falo. Eu também não disse que a sua análise não era isenta. É a sua opinião, tem direito a ela. Eu tenho a minha, e expliquei-a. A nível de insegurança, acho que está dentro dos limites para uma cidade desta dimensão. O lixo sim, também concordo mas isso também é questão de civismo, há que educar as pessoas e isso leva tempo. Não sei se são festas a mais ou a menos. São eventos que permitem o acesso à cultura por parte de pessoas que não têm grandes posses. "Festas" eu chamaria às noitadas de porco assado no espeto e música pimba, que foram organizadas por alguns grupos políticos durante a campanha das eleições autárquicas de 2013 mas, de acordo com os resultados finais, essas festas não pareceram convencer os portuenses. Essa questão da adjudicação, tem toda a razão, parece-me totalmente incompatível e sim, eticamente reprovável. Tenho pena que aconteça. Quanto a VN Gaia volto a dizer que tenho sinceramente pena de a ver neste estado, sempre envolvida em más notícias de calotes, dívidas, etc...
    Não gosto · Responder · 1 · 22 h · Editado
    Joaquim Jorge

    Escreve uma resposta...

    Escolher ficheiro
    Joaquim Jorge
    Joaquim Jorge Eu nasci perto do Porto , nem a 1km da cidade ( concelho) e vim para Gaia. Como sabe realizo há quase 10 anos o Clube dos Pensadores. Estou no Norte a falar para o país mas as gentes de Lisboa ouvem-me mais do que alguns aqui do burgo. Invejosos e que não aceitam que outros tenham luz própria . Uma boa noite Rui Moreira!
    Gosto · Responder · 2 · 21 h · Editado

    ResponderEliminar