21/02/2015

Uma peça sobre Joaquim Jorge e o Clube dos Pensadores no semanário Expresso






























Um trabalho sobre mim e o Clube dos Pensadores proposto pelo semanário Expresso sobre os bastidores do Clube e como as coisas se processam para se realizar um debate. O Expresso, pelo jornalista, Ricardo Marques, e o jornalista/fotógrafo Rui Duarte Silva seguiram-me durante o dia do debate para todo o lado. Foi giro e saiu uma peça muito bem feita e diferente. Naturalmente tem algumas imprecisões. O primeiro convidado do Clube , foi o meu amigo Vicente Jorge Silva ex-director do jornal Público e não Manuel Alegre ( foi dos primeiros quando se candidatou à liderança do PS contra Sócrates). Os debates começaram na Maia e depois passaram para Gaia. Onde estou procuro ter uma boa relação com o presidente de Câmara foi o que aconteceu com Luís Filipe Menezes que me concedeu a medalha de mérito cívico da cidade de Gaia. Nesse aspecto reconheceu que o Clube dos Pensadores era uma mais-valia para a cidade e eu agradeço , nós do Clube agradecemos. Apoiei-o na sua candidatura à CM Porto porque pensei que Rui Moreira não era candidato (sou amigo de Rui Moreira há muitos anos). Não sou daqueles que acham que LFM é um herege, mas fez coisas que não concordo.  Apoiei Garcia Pereira para ser deputado pelo MRPP . Apoiei Manuel Alegre na sua primeira candidatura à PR como independente. Apoiei Guilherme Pinto à CM Matosinhos como independente. Apoiei Pedro Santana Lopes à presidência da CM Lisboa.
No Clube procuro ser independente, isento e livre mas como cidadão tenho opinião e preferências e não tenho pejo quando entendo de apoiar um amigo , não estou coarctado dos meus direitos cívicos e de cidadania. Faço-o sempre de uma forma transparente e límpida. Quando me pedem apoio pondero e depois decido.

Tive uma fugaz passagem pelo PS há mais de dez anos, para apoiar um amigo socialista numa eleição interna e como entrei saí. Fi-lo depois da vitória de José Sócrates por uma ampla maioria. Outros ficariam para ter um lugar ou benesses. Eu não...
Deixei amigos, mas segui a minha vida por bem , sem ser contra ninguém. Não tenho perfil para estar num partido.

Não sou nada arrogante nem chato. Gosto que as coisas saiam bem , a horas, e se cumpra com a palavra e o prometido. Acho que as pessoas confundem personalidade e ter opinião com arrogância. A ideia de  chato provavelmente é porque gosto que tudo comece a horas  e esteja bem organizado ao contrário da maioria dos portugueses. Os jornalistas apreciam que os meus eventos comecem a horas e terminem a horas. 

Muitas vezes o convidado de honra e eu próprio temos que esperar que os meus amigos cheguem para jantar. O normal nestas coisas seria o convidado de honra , a pessoa mais importante do evento, fazer esperar os outros.( sorriso).

Tudo que se faz neste país é-se acusado de segundas intenções ( ter protagonismo, ter um cargo, etc, etc.) Faço o Clube, não sozinho, mas com muita gente que me acompanha e apoia essencialmente porque me dá prazer e é uma forma de estar com pessoas e poder fazer intervenção cívica, mas já muitas vezes me apeteceu parar...

Obrigado,

JJ

5 comentários:

  1. Ora aqui está, um bom PRESENTE de ANIVERSÁRIO que o CLUBE dos PENSADORES merece!
    É só em Março que o Clube comemora o 9º aniversário, mas os presentes, mesmo antecipados..., são sempre bem-vindos! PARABÉNS!

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar
  2. Obrigado. Seria interessante termos uma bela enchente não só pelo próximo convidado mas pelo próprio Clube e pelo que ele significa- Vamos ver...
    Há a ideia que o clube são os debates mas não é verdade. Há todo um trabalho de sapa que a Hercília também ajuda : blogue , artigos de opinião , entrevistas , comenta´rio , opinião , etc.

    ResponderEliminar
  3. Obrigado. Seria interessante termos uma bela enchente não só pelo próximo convidado mas pelo próprio Clube e pelo que ele significa- Vamos ver...
    Há a ideia que o clube são os debates mas não é verdade. Há todo um trabalho de sapa que a Hercília também ajuda : blogue , artigos de opinião , entrevistas , comenta´rio , opinião , etc.

    ResponderEliminar
  4. Caro Amigo,

    Tal como previ, sem ser vidente (lembras-te?), a qualidade da atividade desenvolvida e o conceito foram essenciais na afirmação desta marca por quem és responsável. Quem vai seguindo a cada debate e propicia a participação de muitas pessoas interessadas na intervenção cívica tem a importância do 12º jogador da equipa.

    Parabéns pelo reconhecimento de um jornal de referência.

    Abraço
    Mário Russo

    ResponderEliminar
  5. Obrigado.
    Todavia as coisas não são assim tão simples...
    Nada cai do Céu , é preciso um trabalho árduo, constante e de todos os dias.
    E o mais importante viver esta causa 24 horas.
    Já muitas vezes me apeteceu parar meu caro.

    Como digo não devo nada a ninguém nem ninguém me deve nada a mim.
    Tudo isto é mesmo muito dificil de erguer e fazer .

    Então perguntas tu : - porque o fazes?

    A resposta é a seguinte: - primeiro dá.me prazer , gosto de intervir e conhecer pessoas como tu.

    Mas nem tudo é cor-de-rosa mas vamos dando passos nunca maiores do que as nossas pernas.

    Este clube já não permite retorno pelo que faz civicamente e pela força de cidadania que representa.

    Grande abraço,

    JJ

    ResponderEliminar