22/02/2015

VAROUFAKIS / SÓCRATES



Hercília Oliveira 
Uma das coisas que me irrita na política e nos seus representantes, é a demagogia que eles usam para conseguirem o  seu sustento.
E, se esta característica é comum a todos eles, há alguns que na verdade são verdadeiros  mestres! 
Portugal, teve para nossa desgraça..., o maior demagogo de todos os tempos: SÓCRATES.
A Grécia, para mal deles..., tem agora o seu: VAROUFAKIS. 
Para quem se lembra, da forma como o Syriza atacou as instituições europeias e a União Europeia no seu conjunto, logo deu para ver que havia muita coisa que não batia certo e não ia dar certo.
Entrou com arrogância, e até ( como alguém disse) de forma acintosa.
O Syriza, fez uma campanha altamente demagógica, em que prometeu dar o que sabia não ter hipóteses de minimamente  cumprir.
E prometeu, sem antes ter consultado, ignorando portanto..., quem lhes financiaria os meios de que dependia totalmente para cumprir o que prometeu.
Mas, o mais grave, é que sabia, ou devia saber..., que o que queria impor aos seus financiadores, não era de todo possível! 
O Syriza, entrou a "matar": ia mandar em tudo e em todos; quase se apresentaram como os salvadores da Europa.
Mas, o que conseguiu, foi simplesmente mudar algumas palavras, sendo que o significado é o mesmo!

 O Syriza queria IMPOR- acabou  NEGOCIANDO

  Não queria mais a TROIKA- agora é  A TROIKA ( as instituições...)

   O chamado  RESGATE- agora é PLANO

    O MEMORANDO - passou a CARTA DE INTENÇÕES

    A AUSTERIDADE- agora passa a RIGOR

     RIGOR..., que antes era para PERMITIR- agora é para POSSIBILITAR

Portanto, a verdade..., é que o Syriza  entrou para conseguir tudo, e saiu com uma mão cheia de NADA!
E  a demagogia chega a tal ponto, que o discurso depois do encontro com os parceiros europeus, é um discurso de quem saiu como grande vencedor, que a todos derrotou!

Simplesmente hilariante...!

12 comentários:

  1. Eu simpatizo com Varoufakis é um grego culto e não subserviente. tem ideias e procura respeitar quem o elegeu.

    O drama que vive o povo grego e austeridade é um sufoco . A culpa foi de todos desde a direita à esquerda .

    E percebo a agonia do governo português que não conseguiu mais tempo e suavizar a austeridade.

    Estou farto de alemães autoritários e presunçosos

    ResponderEliminar
  2. Vamos ver no final se vai ser como diz, desconfio que não vai acertar uma única vez.
    Comparar Sócrates com Varoufakis só denota ignorância,( desculpe o termo , mas a comparação é tão rasca que não resisti ao termo), falta de cultura.
    Sócrates é o omensinho que tirou (comprou) um diploma de engenheiro ao domingo,( assim como Passos Coelho que se formou aos 37 anos numa universidade manhosa), e se nos estudos já mostrou o carácter , depois como engenheiro é só ler um pequeno texto do seu curriculum na Wikipédia: - " Durante a sua actuação como projectista de edifícios na Guarda, foi alvo de duas repreensões por unanimidade pela Câmara da Guarda, ameaças de sanções legais e severas críticas dos serviços camarários, por causas das faltas de qualidade dos seus projectos e de acompanhamento das obras, a chegar a ser ameaçado com sanções disciplinares", dá para avaliar as qualidades, (provavelmente por isso foi para a politica) .. Exactamente ao contrário está Varoufakis, aluno brilhante, é um Homem culto, é PhD em economia, é professor na universidade do Texas, e está a fazer o possível e o impossível para tirar da miséria e da ruína o seu povo e o seu país, a muito custo porque a Europa e em especial Portugal, Espanha e Alemanha fazem questão de tentar esmagar qualquer hipotse da Grécia vir a tona da água e respirar um pouco , ( a Europa e Portugal em particular pagará caro esta arrogância , mesquinhês, e nada solidário governo português).
    Quanto ás promessas aconselho-a a ler as promessas de Passos Coelho e ver o que fez e para onde nos está a levar, do seu tão querido governante Passos Coelho, não há uma única promessa que tenha cumprido, traiu o povo português que o elegeu.
    Mesmo que fosse verdade o que diz, e o que diz é mentira ou falta de informação, a maneira como expõe, só mostra o pânico e terror que vive a direita e extrema direita portuguesa , devem estar como uma azia horrível. Aconselho a tomar umas pastilhas contra a azia, até porque cavalo não desce escadas

    ResponderEliminar
  3. Só para completar anexo um pequeno texto que li hoje mesmo na imprensa :
    O primeiro-ministro português diz que "é sabido que o programa do partido que ganhou as eleições é difícil de ser conciliado com aquilo que são as regras europeias." Por acaso, uma das regras, nestas coisas das relações entre estados, é ser extremamente grosseiro e gozar as ideias de um homólogo.

    Cheira a medo por todo o lado. O nosso PM não é, sequer, capaz de dizer o nome do líder, nem do partido que venceu as eleições gregas. Usa sempre frases como - o 'líder do partido que ganhou as eleições na Grécia' - ou - o partido vencedor das eleições gregas - ou o novo PM grego. Há ali medinho. Passos Coelho diz que as promessas do Syriza são histórias para crianças mas, faz chichi pelas pernas abaixo se ouve o nome Tsipras. Nem se atreve a dizer o nome, não vá ele existir, porque, para o Doutor Passos, o Syriza é o papão que o há-de vir buscar, uma noite, com o seu saco

    ResponderEliminar
  4. O' Devarandas. Nao diga tantas coisas de uma vez e assim tao depressa, que as velhas caqueticas ficam com a cabeca a' roda e nem lhe respondem.

    ResponderEliminar
  5. "Governo Grego propoe combate a' invasao fiscal e corrupcao"
    Que aborrecimento! Imaginem que o governo portugues apoia o grego e depois, tem que encetar estas medidas que dao tanta macada! Como vao os alemaes depois, vender os topos de gama e permitir Portugal ser terceiro ba compra de carros de luxo? Malditos esquerdistas!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pior é quando pagamos topo de gama e entregam submarinos sucateados.

      Eliminar
  6. Portugal perde oportunidade de participar na Feira Universal de Milao por nao ter 8 milhoes de Euros. Feira esta, alimentar. Entao a Merkel nao podia ter emprestado, uma vez que se anda a promover as exportacoes portuguesas e este certame conta receber 20 milhoes de visitantes? Ou digamos, foi por ordem da Merkel, para nos enterrar ainda mais?

    ResponderEliminar
  7. Esta escriba que dispara em todas as direcções, toldada como está de raciocínio coerente - por força da socratite alérgica que a afecta - faz comparações que só a ela lembram. Mas tem todo o direito de as fazer. Ela não consegue ver outra coisa e os leitores compeendem-na bem, remetendo-se a maior parte das vezes ao silêncio.

    ResponderEliminar
  8. Gostava de esclarecer uma coisa. A Hercília tem tofo o direito a ter a sua opinião neste espaço livre e plural. Faz una coisa que admiro- dá a cara e assina o que defende. Ha gente que vem aqui e usa pseudónimo e nickname. Nao sei porque!?. Vivemos num país livre e democrático. Podem escrever um texto a deender o vosso ponto de vista. Eu compreendo ,e melhor assim sem chatices nas também medo. Uma posição comodista. O clube está à vontade , as ideias de Hercília são dela a título pessoal, não do Clube

    ResponderEliminar
  9. Prezada Hercília,

    Não concordo nada com as comparações que faz. A Grécia está a dar uma lição e veremos se não é assim. Obviamente que eles tinham de entrar a matar, ou pensa que se fossem como cordeiros/coelhos com medo que conseguiriam alguma coisa?

    O Ministro das Finanças Grego é um doutorado de prestígio numa das Universidades mais prestigiadas do mundo. Yanis Varoufakis é alguém que provou ser excelente no seu domínio profissional e agora está a servir a sua pátria. É assim que deveria ser em Portugal, que está pejado de jotinhas imbecis e ignorantes a governar-nos. Varoufakis, que viaja em classe económica e despojado da soberba e dos carrões dos nossos ministérios, não está como os nossos coelhos que se governam com a política

    Por outro lado, eles querem fazer as reformas que se impõem. Eles nunca disseram que eram a favor da sonegação de impostos. Eles disseram que querem pagar mas ao seu ritmo e capacidade. Prometeram fazer as reformas que se impunham sem ter que ser com a mediocridade da austeridade que é a política dos medíocres contabilistas que temos. Já repuseram o salário mínimo para dar folgo à economia e famílias.

    A imprensa ligada ao poder em Portugal, porque não lhes interessa que a Grécia seja um sucesso, é que tem deturpado como querem. Até parece que o Syriza só quer facilidades e dar caletes. Isso é falso. Eles estão a lutar como lobos num mundo de vampiros e abutres e o que os Governos extremistas de Portugal e de Espanha deveriam fazer era olhar para os povos que governam e ajudar a desmontar o poder desses abutres.
    Minha Amiga, se até o Sr. Juncker diz que a TROIKA foi um erro neste processo, porque é que o Syriza não haveria de dizer que austeridade troikana NÃO?

    Vamos ver se as coisas não vão ser diferentes a partir de agora.

    O que o Governo da Grécia fez foi diferente dos lambe-botas do Governo português. Aquela Koisa que está no nosso ministério das Finanças envergonhou os portugueses. Uma bufa de primeira categoria, subserviente perante o naziministro Wolfgang Schaeuble fez-me lembrar os verdugos das SS Nazi que se prestavam a todas as barbaridades para agradar ao Ditador.

    Eu detesto esse tipo de gente.

    Tem toda a liberdade de opinião e de escrever o que entender, mas acho que deve ser rigorosa. Comparar Varoufakis com Sócrates não é correto, nem sequer justo.
    Mário Russo

    ResponderEliminar
  10. vale pouco a pena responder aos post's da Dª Hercília ou melhor não vale mesmo a pena. Ela é simplesmente acérrima defensora do 24 de abril e ponto final. Defende aqui e ali a direita parlamentar más é só para vos entreter. Ela é mesmo fascista tirando todo o partido de uma sociedade livre e domocráica.

    ResponderEliminar