04/08/2014

Piada sobre BES






Entre 2 clientes do BES:

- Estou grávida. 
- Já falaste com o teu marido ?
- Não, falei com o teu !

1 comentário:

  1. De BES a BOSTA em 365 dias

    Correu muito bem a transformação do BES em BOSTA com a transformação da mais bela crisálida do nosso sistema financeiro no Novo Banco gerido pelo assessor de Cavaco, correu tão bem que Passos Coelho nem teve de sair das águas da Manta Rota e o próprio sôr Costa do Banco de Portugal fez tudo para não incomodar os portugueses, só fazendo a sua comunicação a uma hora em que já nem se joga futebol e sem qualquer direto dos canais genéricos, que prosseguiram com os seus concursos e telenovelas.
    De um momento para o outro Portugal tem um banco esterilizado e sem vícios, gerido por gente competente e honesta, enquanto que os mafiosos do BES, desde o mais pequeno acionista ao Ricardo ficaram donos de uma lixeira a céu aberto. Os que investem em ações ficaram a saber que se comprarem ações de banqueiros em relações aos quais quer o BdP quer a CMVM emitem certificados de honorabilidade podem ficar tesos de um dia para o outro e ainda por cima perseguidos por terem sido sócios de um qualquer é Ricardo. É para que aprendam.
    Passos Coelho cumpriu a sua palavra, não meteu um tostão do dinheiro dos contribuintes, isso só virá a suceder efetivamente quando os eleitores já tiverem corrido com ele, nessa ocasião a maioria parlamentar de serviço formada por consultores do Novo Banco, gorjeteiros do BES Saúde e de gente do género concluirá que Passos enganou os portugueses. Seguro desceu dos entrefolhos da serra até à capital do vício para afirmar a sua posição de esquerda, opondo-se à nacionalização, uma posição contrária à do António Costa que como é sabido está feito com todos os espíritos santos e almas penadas do nosso capitalismo.
    Até a família Ricardo Salgado está grata pela forma como as coisas correram, até agora têm o pescocinho inteiro, o sôr Costa deu-lhes um ano e mais umas semanas de bónus para ajeitarem as suas contas e garantirem um pé de meia devidamente depositado em offshores, por pouco até tinham sido eles a escolher a administração do novo banco, tal foi a bondade do sôr Costa para com a divina família.
    Agora sim, graças a Passos Coelho o país tem um sistema financeiro robusto e que não gasta acima das possibilidades dos portugueses e está na hora de falar em crescimento. Foi tudo tão tranquilo que do Portas, o coordenador das pastas económicas no governo, nem se ouviu falar. Longe vão os tempos em que a Maria Luís aparecia sempre com o Portas ao lado.
    A transformação do BES em BOSTA foi tão bem feita que eles até esperaram por um domingo de Agosto e mesmo assim só comunicaram ao país recorrendo a uma figura triste já quase à meia noite.

    ResponderEliminar