04/08/2014

INCOMPETÊNCIAS!!??




Hercília Oliveira 
Está muito em moda, classificar os carrascos deste país de incompetentes.
Como não vou em certas modas, não concordo nada com esta classificação.
Mas..., mesmo que de incompetências se tratasse, já era por interesses nas escolhas dos ditos cujos e não por falta de conhecimento ou da tal incompetência na escolha.
Os problemas que têm destruído este país, não são porque quem o tem dirigido todos estes anos da dita democracia não seja capaz de bem o dirigir..., não, o que acontece é que esta gente tem colocado sempre em primeiro lugar os seus maiores interesses.
O poder em primeiro lugar, pois no poder se tem o domínio de tudo e de todos.
E de seguida, ter o domínio da justiça, da comunicação social, e com isso proteger quem os financia .
Estou mais que convencida, de que até um cidadão com o minimo de escolaridade, mas com algum bom senso e seriedade, dirigiria muito melhor este país.
Senão vejamos:
Temos um Tribunal de Contas que só avisa que se gastou demais, quando já está gasto.
Temos gestores, que levam Bancos e grandes empresas à falência, sem que nada lhes aconteça..., e ficam ainda com reformas de luxo!
Governantes que levam o país aos caos,  nada lhes acontece e podem até no dia seguinte se candidatar de novo ao mesmo ou outro qualquer cargo do Estado
Os Presidentes da República não servem para nada, e gastam o nosso dinheiro escandalosamente!
Os governadores do BdP, nunca sabem de nada, e agem sempre quando as "rapinagens" já foram feitas. Aparecem sempre muito surpreendidos e com cara de ofendidos!
Os eleitos pelo povo, que estão na AR, estão lá pagos por nós, embora seja pelos  seus próprios  interesses que eles estão interessados.
E tudo isto é por incompetência...!?
Ficando por aqui..., pergunto:
- Para que serve esta gente que é paga com salários altíssimos e com o nosso dinheiro!?
Por mim..., corria com eles todos! Mas com estamos em democracia, tenho que aguentar com estes ABUTRES, a FALAR... e nada vai mudar.

Sem comentários:

Enviar um comentário