05/08/2014

FÉRIAS: NÃO SE PASSA NADA... MAS PASSA

  

                       
Nas férias e principalmente neste mês de Agosto em que o país, não sei porquê pára é propicio a  ter tempo para reflectir sobre a informação que nos chega, tempo para estudá-la, para remoê-la sem pressa e para tirar uma conclusão, por exemplo , ir ao site da Sapo.
No fundo temos tempo para percebermos «o que é que se está a passar», por paradoxo nesta época nunca se passa nada. Tirando praia, lazer,umas festas ou incêndios tudo o resto é  insignificante.
Todavia quando temos tempo, temos um critério mais objectivo e mais imparcial. O que se está a passar no BES não deixa que desliguemos ou desconectemos do que se vai passar. Há o PS e as suas eleições internas e o início da temporada do futebol.
Não é fácil para quem não quer viver na luz da ignorância do que se passa, abstrair-se mesmo em férias, prescindir da informação, saber o que se passa a nível económico-social e político. É a curiosidade crónica e viciosa. Inteirar-se do que se passa, desejo irrefreável de saber notícias.
Estou cansado de política e de broncas, da  dialéctica Passos e Portas, governo e oposição , esquerda e direita, Seguro e Costa , inércia e força, estatismo e movimento, mudar e manter este estado de coisas. No fundo entre a realidade e o desejo.
É uma dinâmica que existirá sempre,mesmo em férias. Vou tentar abstrair-me e não querer estar informado por falta de comparência, não sei se vou conseguir.

JJ

Sem comentários:

Enviar um comentário