5 de Outubro de 2010

A REPÚBLICA


A Implantação da República Portuguesa foi o resultado de um golpe de estado organizado pelo Partido Republicano Português que, no dia 5 de Outubro de 1910, destituiu a monarquia constitucional e implantou um regime republicano em Portugal.

"A subjugação do país aos interesses coloniais britânicos, os gastos da família real, o poder da igreja, a instabilidade política e social, o sistema de alternância de dois partidos no poder (os progressistas e os regeneradores), a ditadura de João Franco, a aparente incapacidade de acompanhar a evolução dos tempos e se adaptar à modernidade — tudo contribuiu para um inexorável processo de erosão da monarquia portuguesa do qual os defensores da república, particularmente o Partido Republicano, souberam tirar o melhor proveito".

Citando a Wikipédia , reparem nas semelhanças com o estado actual do país.

Todavia a I República em 28 de Maio de 1926 foi derrubada por um bloco político-militar que justificava a sua legitimidade com a necessidade de um saneamento da administração do Estado, de moralização da vida pública e do afastamento da acção funesta dos maus políticos.
Reparem nas semelhanças com o estado actual do país.
JJ

22 comentários:

  1. Infelizmente,infelizmente. Como já aqui disse,é genético. Felizmente alguns de nós,têm outro tipo de genes,que não os herdados pelos descentes dos que,ou não foram ou fugiram de Alcàcer Kibir. Estamos ainda pior,que nos maiores pesadelos da 1ª. República e isso graças aos Portugueses, os mesmos que batiam palmas a Salazar e Caetano,são os mesmos que hoje aplaudem estes "estadistas" da nova vaga. É por isso,e muito mais...

    ResponderEliminar
  2. Não me importava de viver na Noruega, Finlândia, Suécia, Dinamarca, Luxemburgo, Holanda, Bélgica, Reino Unido e até Espanha …

    ResponderEliminar
  3. Eu preferia viver,como já vivi,nas matas de Tete ou de Cabo Delgado. Aì sim!

    ResponderEliminar
  4. Eu já decidi: vou abandonar o meu País, não tenho pachorra para suportar este bando de mal-feitores e este povo que é amorfo e vive impávido e sereno a toda esta bandalheira. E ao ouvir no domingo o Prof.MRS fiquei com a sensação que Portugal vai ficar desertificado. Só não abandona esta Répública das bananas quem esiver muito bem de vida ou aqueles que não se importam de morrer miseráveis. Eu, não sou us nem outros. Por isso forever Portugal dos pequeninos.

    ResponderEliminar
  5. Olá!
    No estado em que o país esta, pouco ou nada me convence de que uma republica é melhor que uma monarquia. Basta ver países como, Holanda, Suecia, Inglaterra, Japão, Monaco ou até mesmo a nossa vizinha Espanho, que mesmo assim, eles estam melhores do que nós, já para não falar de outros. Com a republica, pode muita coisa ter mudado para melhor, mas em termos economicos, de há 10 anos para cá, só piorou e bastante.
    Por isso, monarquia ou republica, o que eu quero para o futuro é um país mais moderno e melhor, politica e economicamente.

    ResponderEliminar
  6. Abaixo a República! Venha de novo a Monarquia!

    ResponderEliminar
  7. Nos discursos das comemorações falou-se muito de ética republicana, de valores republicanos, etc. É tudo um «bluf». O que há é ética democrática e valores democráticos, o que é diferente. Lembremo-nos que hoje há monarquias democráticas mais bem estruturadas que algumas Repúblicas das bananas que bem conhecemos. Estas comemorações querem-nos atirara areia para os olhos, para quem não sabe História do nosso país. A maior rotura da nossa sociedade moderna em Portugal foi a revolução liberal de 1820 que arrancou pelos alicerces a estrutura velha dos privilegiados e dos morgadios. A República continuou com a maior parte dos vícios da monarquia então decadente. Tantas loas, para encobrir tanta miséria e ainda não percebi se estão também a festejar os 50 anos de fascismo em Portugal. No fundo, o que os Portugueses querem é festa e o resto que se lixe... Hoj,e o estado actual do nosso país é, na verdade, semelhante de há cem anos, com a diferença de que os políticos de hoje tentam tapar o sol com uma peneira (rota).

    ResponderEliminar
  8. Para quem tem um minimo de cultura e percebe minimamente de cultura e politica, sabe que este país esta na mer** e pelos vistos ainda vai ficar pior de aqui para frente. Este país simplesmente esta morto e sem futuro, os politicos querem mais receita (dinheiro) para eles e quem paga como sempre é o Zé Povinho. Quem já tem pouco, ainda vai ficar com menos e quem tem mais, ainda com mais. Este país simplesmente é uma farsa. Que venha Espanha, que eu mudo logo de cidadania para espanhol. Prefiro a monarquia espanhola a nossa republica das bananas. Ainda bem que eu tenho cidadania canadiana e americana, assim se algum dia, houver outro golpe de estado, como o 5 de Outubro ou 25 de Abril, posso sempre escolher entre um desses páis e voltar para lá e mesmo que não haja, outro golpe de estado, imigrar novamente, no estado que este país esta, a minha ideia de imigrar, já esteve mais longe.

    ResponderEliminar
  9. Considero com muito conteudo e oportunidade o discurso de hoje, 5 de Outubro do PR - Aníbal Cavaco Silva.

    A.Küttner

    ResponderEliminar
  10. Amigo Augusto. Então que esperava deste cavalheiro? Coragem? Valentia? Não...

    ResponderEliminar
  11. Consta-se que o JJ vai emigrar para Marrocos. Pudera ele é meio marroquino.

    ResponderEliminar
  12. Não não vai .


    Joaquim Jorge gosta de Portugal. Tem pena que seja tão mal frequentado.

    nessa frequência de pessoas sem escrúpulos incluem-se os anónimos

    ResponderEliminar
  13. Vejo muinta hipocrisia instalada,comentarios como passo a citar "mude-se a bandeira para espanhola", "vamos emigrar", "ainda bem que tenho cidadania canadiana e amaricana"...além do estado economico estar debilitado o social e nacional é o que mais me aflige..somos um povo mediocre e sempre á espera do D.Sebastião seja ele alemão,espanhol etc etc..os outros é que são sempre o melhor exemplo, deveriamos olhar para o estrangeiro e aprender o seu melhor e não como sendo realmente os melhores em tudo..países como a suécia não têm o nosso nível de corrupção,analfabetismo e nivel produtivo...quem é formado em alguma área não esta preocupado em vir escrito no cartão de multibanco e crédito "Dr." ou "eng.", o que eu quero dizer com isto é que existe certos países que são mais evoluidos porque tambem têm outro nivel de pensamento...Expliquem-me o porquê de um portugues que seja emigrante alem de ir á procura de melhor salario e condições de vida, seja tambem melhor funcionario do que no seu país,se sujeite a limpar casas de banho e cá não,seja um cidadão exemplar la fora e atravessando a fronteira exceda de imediato o limite de velocidade, poderia numerar diversos exemplos, isto para vos demonstrar que nós não podemos evoluir enquanto não mudarmos a nossa mentalidade .

    ResponderEliminar
  14. Ó RedNex, não acha que está a ir para além dos limites, em termos de verborreia balofa?

    Que o país não está bem parece-me que já todos percebemos isso.
    Agora estar sempre a bater no ceguinho, sem fazer um esforço sequer para avançar com propostas plausíveis para ver se damos a volta à actua situação, que raio de cidadania é essa?
    Além do mais, tendo essas nacionalidades todas que diz, lá terá as suas razões para estar com um pé fora e outro cá dentro.
    Nós precisamos é de gente que esteja disposta a aguentar firme e lutar pela comunidade!

    António Nunes

    ResponderEliminar
  15. Este Senhor Ricardo tem muita moral no seu comentário...
    Eu sou daqueles que se puder emigrará!!Sabe porquê?Cansei-me de trabalhar para pagar impostos e vicios dos políticos corruptos e incompetentes que nos governam.
    O Sr. sugere que devemos ficar e lutar, pois a si lhe digo, eu hei-de lutar mas é para ter comida na mesa, casa e uma boa vida. Noutros países os portugueses vivem melhor, e sabe porquê?Porque ao contrário de cá, existe uma mentalidade de saber o que é sociedade e como devemos viver nela, aqui em portugal é cada um por si, anda meia dúzia a roubar o país inteiro..
    FARTO DISTO ANDO EU, FARTO DE LUTAR PARA GANHAR UMA PORCARIA ANDO EU, emigrem todos e deixem estes mamões verem a receita cada vez a baixar mais...

    ResponderEliminar
  16. Meu caro As-Nunes!
    Infelizmente este pais, aonde eu nasci, e que tanto gostava, esta com uma doença rara e em fase terminal, nenhum destes actuais politicos tem a cura para ela. O povo portugês não são pessoas de luta, são mais estilo cobardes basta ver quando há grêves gerais, aqui ao lado em Espanha quando para, para tudo, aqui em Portugal, só 5% é que protestam e aonde estam os outros? A trabalhar ou em casa.

    ResponderEliminar
  17. JC
    Agora é que eu li algo de inteligente. Quem quiser ficar e lutar, então que fiquem. Aqui já não vale a pena lutar, nos proximos 50 anos, isto não vai mudar ou se mudar não vai ser para melhor e eu quero desfrutar da minha vida enquanto ainda tenho saúde, não quando já for velho e andar de muletas ou cadeira de rodas. Eu quero viver num país aonde trabalho para mim e para a minha reforma, e não para outros e depois na reforma recebo uma mer** que quase nem para comer dá.

    ResponderEliminar
  18. Alguns comentários, aparentemente estão em discordância...aparentemente. No fundo o que todos desejamos é o melhor para Portugal e para os portugueses,nós incluidos,claro. Dialéctica diferente mas com o mesmo objectivo comum. está bem assim! Só que de conversa estamos todos fartos,eu estou, e vocês?

    ResponderEliminar
  19. O anónimo(a) que diz que o JJ é meio marroquinho esqueceu-se de dizer que ele (anónimo/a)também é marroquino só que vive no deserto de Marrocos e anda sempre com um reservatório de água. Ah!Ah!Ah!.


    Olho Vivo

    ResponderEliminar
  20. Caro Ricardo

    Tem razão!

    um abraço

    A.Küttner

    ResponderEliminar
  21. Caro Oliveira Neves

    Quanto ao discurso de Cavaco no 5 de outubro volto a referir que achei muito bom.

    Não sei se é valentia, nem sei seb isso existe, talvez sim, não sei! mas é o que devia ser dito no momento.

    E esperemos que por todos tenha sido entendido.


    Mas acho que não..e quem vai levar nas orelhas, vamos ser todos nós!!!se isto ainda ficar pior!!!

    um abraço

    Augusto

    ResponderEliminar
  22. Caro Oliveira Neves

    Quanto ao discurso de Cavaco no 5 de outubro volto a referir que achei muito bom.

    Não sei se é valentia, nem sei seb isso existe, talvez sim, não sei! mas é o que devia ser dito no momento.

    E esperemos que por todos tenha sido entendido.


    Mas acho que não..e quem vai levar nas orelhas, vamos ser todos nós!!!se isto ainda ficar pior!!!

    um abraço

    Augusto

    ResponderEliminar