16/04/2018

Crónica de Genebra





Nelson Fernandes 
Por onde andam os Cérebros Portugueses

Escrevia eu ainda ontem, num comentário a um artigo do Clube dos Pensadores ( CdP), que os emigrantes estavam de volta.
Venho agora mesmo de receber uma publicidade de propostas de Crédito, da qual envio cópia, como podem confirmar os meus caros leitores ( ver foto em baixo). Se estou aqui é para vos dizer que estes emigrantes, não vão de volta tão depressa. Por várias razões.
Uma é o salário. Esta senhora pode muito bem vir a ganhar mais de 20.000€, por mês entre salário e comissões. Nenhum, mesmo Gerente Bancário poderá ganhar tal soma em Portugal. Os que estão de volta, são aqueles que andavam aí na pedincha, vieram para aqui para a pedincha, e voltam para aí pedinchar, são os que o Passos Coelho enviou para a ganhuça.
Como Português, fico feliz por esta Jovem. Mas conheço aqui outros Portugueses de GRANDE COMPETÊNCIA, que tudo fizeram para singrar aí na terrinha. Impossível!  Quem singra na terrinha, são os malabaristas. Os outros (salvo as incontornáveis excepções), têm que dar o fora.
Falo sobretudo pela experiência pessoal.
Para as Autoridades Portuguesas e o Povo em Geral, ainda hoje, falar de SALAZAR é como um anátema, é um TABU.
Ora tem feito e continuam a fazer “ não como Salazar, pior do que ele”. Aprenderam bem a lição.
Salazar comparado com uma certa estirpe de Governantes que se têm ocupado dos destinos de Portugal nos últimos anos, seria um mero aprendiz de Ditador.
É lamentável, a Terra que nos viu nascer, a nós que sentimos Portugal, merece muito, mas muito melhor. E é possível se todos quisermos.




Sem comentários:

Enviar um comentário