26/06/2017

NÃO VALE A PENA...,MORRERAM 64 PESSOAS!



Hercilia Oliveira 
Não vale a pena, perder tempo atribuindo culpas a quem e foram muitos, que ao longo de todos estes anos não tratou de dar prioridade à prevenção dos fogos nas nossas florestas. São muitos e é impossível tratar agora de os punir devido à dificuldade em arranjar culpados e ficariam por isso todos impunes.
Não vale a pena, inventar e culpar um raio, uma trovoada, o que quer que seja... que a natureza nos envie, porque essa deve é estar muito zangada, com o ser humano que tão mal a trata.
Não vale a pena..., vir dizer que tudo foi feito e bem feito, no combate que assolou Pedrogão Grande e arredores, não vale a pena.
E  não vale a pena,  até porque esse discurso enganador só teve existência durante 24h; a partir daí a realidade arrasou esse discurso onde até o PR com o seu optimismo e vontade de proteger o governo, caiu por terra e deixou um rasto muito incomodativo.
É que a tragédia, era demasiado grande para ser tratado com sorrisos e abraços.
Não vale a pena, fazerem inquéritos e muito menos os habituais inquéritos feitos pelos deputados, que nunca levam a nada e apenas servem para levar ao esquecimento..., não vale a pena.
A GNR já disse, que as pessoas que morreram na fatídica estrada 236, foi por falta de apoio, que a GNR não tinha meios suficientes.
O que vale a pena, sim...,é perguntar porque em países como por exemplo no Canadá, onde regularmente ocorrem grandes incêndios, não existem vítimas!?
Em 2016, em Fort McMurry, ardeu uma área de 590 mil hectares, a cidade foi reduzida a cinzas, evacuaram os 80 mil habitantes e não morreu uma única pessoa!
Na Califórnia, onde todos os anos ocorrem grandes incêndios frequentemente, o maior número de vítimas e já há décadas atrás, não ultrapassaram as 29!
Por cá..., sabemos que quando a floresta por mudanças de costumes e alterações climáticas mais precisava de atenção e prevenção, acabaram com os guardas florestais, verbas para apoio e prevenção foram recentemente cortadas, e fez-se mais um "Festa" com a compra de um serviço que custou mais de 500 milhões de euros, que só funciona bem quando está em "descanso" e um qualquer telemóvel daria e deu., melhor assistência.
Depois de tudo isto que já sabemos, e mais que se vai sabendo se entretanto não os calarem, os inquéritos são precisos para quê!!?' Para o tempo passar,   deixar  aproximar a eleições, o começo do campeonato, e tudo ficar no esquecimento como em outras tragédias aconteceu...
Mas..., não vale a pena meus srs;  é que desta vez morreram 64 pessoas de uma forma horrorosa e evitável. Os que ficaram e perderam os seu familiares, e tudo que lhes pertencia, não vão deixar que sejam esquecidos.
E nós, também não deixaremos: É nosso dever e nossa obrigação como cidadãos que ainda se prezam de ser portugueses.

Sem comentários:

Enviar um comentário