30/08/2016

Presidente Marcelo


Marcelo Rebelo de Sousa tem surpreendido. Consegue ser intelectual e popular.
Já percebeu há muito tempo que ser um político tradicional já passou de moda e não colhe o povo. O que é importante é identificar-se com o povo e nisso ele é exímio.

No fundo é um político anti-político, que realça o patriotismo desportivo dos portugueses (futebol e jogos olímpicos), inteira-se dos problemas  das populações nos incêndios. Por outro lado recebe François Hollande, para se debruçar e realçar a presença dos portugueses em França. Por outro lado fala o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker,sobre sanções  sobre sanções que podiam ser aplicadas ao governo português e faz lobby por Portugal. Esta capacidade de se desdobrar e ser abrangente colhe nos portugueses.

JJ 

2 comentários:

  1. Portugal está numa situação inédita!
    Tem dois Primeiros Ministros.

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente. Sem dúvida que Marcelo é o Presidente que Portugal precisava, depois de uma pedra de granito ter pontificado 10 anos na Presidência.

    ResponderEliminar