08/10/2015

António Costa e os sarilhos



António Costa tem mais um sarilho entre mãos. Já não lhe chegava o sarilho de apear Seguro do PS e todas as consequências que daí advieram: impossibilidade de sarar feridas ; ter o PS unido ; não ter sido aceite a forma como correu com Seguro ; etc. Já não chegava os problemas internos  no PS, teve que levar constantemente com o dossier José Sócrates. O que lhe correu melhor foi a transição da CM Lisboa , para assumir funções em toda a plenitude no PS.

A sua performance na campanha eleitoral foi assim-assim, com altos e baixos, não entusiasmou. Teve um resultado honroso, mas mau em função das expectativas de ser poder e primeiro-ministro.

Agora depois dos resultados tem outro sarilho. Se viabilizar um governo PSD/CDS será acusado de direitista , porém se formar governo com a aceitação do PCP e BE será acusado de esquerdista.Vai ser preciso muita arte e engenho.

O problema do PS foi não conseguir definir uma estratégia comum prévia às eleições e acantonar todos no mesmo partido, uns mais à esquerda, outros mais à direita. O PS se se partisse ao meio daria à volta de 16% , para cada lado. Teve uma votação à volta de 32%. A sua pulverização , à quem chame Pasokização , para já não se põe. Isso foi na Grécia  com a má condução da política com a UE e os erros descomunais do Pasok.

Ser charneira e fazer equilibrismo é um dom de António Costa , mas isso aconteceu quando era presidente da CM Lisboa. Agora é oposição e as dificuldades serão maiores.

JJ

1 comentário:

  1. E está mesmo!!! Mas não se pode queixar de mais ninguém, senão dele.
    Se faz acordo à esquerda, perde o PS e o mais grave é que perderá o país. Mas creio que ele não será assim tão fraquinho que caia nessa asneirada.
    As conversas com o BE e PC, são só pra dar uma imagem de esquerda e de grande (!!??) democrata.
    Interessante, que o PCP até já abre mão de tudo, só para o apanhar na "rede..."!
    Se faz acordo com a coligação, que é o que deve fazer, os esquerdas ficam zangados e sentem-se mal por serem o terceiro partido.
    Se não o faz..., e com isso causa mais uma e grave crise, levando a novas eleições, já sabe o que lhe acontecerá; dará a vitória à coligação.
    É o que acontece..., tal e qual como quando acontece com certas pessoas, quando durante muito tempo acham que podem fazer e dizer o que querem e lhes apetece, e nada lhes acontecerá porque são de esquerda e são o PS!!!!
    Chega a hora em que tudo muda e a realidade lhes cai em cima.
    São as leis do Universo.

    É divertido de ver..., o João Soares querendo que o PS faça acordo com o PCP e BE; um governo à esquerda!! Vai ser divertido, o PAÍS é que já não acha graça nenhuma a estas brincadeiras.

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar