07/07/2015

Tenho desejos de ti



Carla Ribeiro
Olhava o mar e ao longe o teu rosto sorriu-me.
Os teus cabelos esvoaçavam como ondas suaves.
Sentia o teu perfume percorrer-me,
As tuas mãos fortes e suaves, tocarem o meu rosto,
Os teus lábios doces de mel, procurarem os meus.
Sorrias, com um olhar doce, com a candura de uma criança, mas desejo de Homem.
Deixei o meu corpo cair sobre a areia,
Senti os teus braços recostarem-se em mim,
Os teus beijos percorrerem o meu rosto,
Afagavas os meus cabelos, puxavas o meu corpo contra o teu.
Tenho desejos de ti, e busco-te no meio da multidão.
Quero, sim eu quero, despojar-te as vestes,
Cobrir o teu corpo com beijos e carícias,
Quero dar-te as minhas camoesas, sentir o teu perfume na minha pele.
Tenho desejos de ti, dos arrepios e suspiros. do desejo e do prazer.
Tenho desejos de ti.
Quero murmurar-te ao ouvido e perder-me em ti.
Quero despir-me tabus, libertar-me dos medos,
E entregar-te o meu corpo, nesta magia do desejo.
Deitados na areia, os nossos corpos procuram-se,
Percorrem-se, acariciam-se, desejam-se.
Há palavras que se falam, outras que se calam
Mas se sentem, neste movimento dos corpos
Beijos, beijos que se sentem neste imenso desejo
Que nos tiram a respiração
Mas nos devolvem este imenso sentir.
Tenho desejos de ti, que não consigo calar
Já nem o meu corpo os esconde
Neste frémito, neste desassossego que provocas em mim.
Tenho desejos de te sentir…

2 comentários: