13/05/2015

Joaquim Jorge e o Clube dos Pensadores



Joaquim Jorge, criador, mentor e impulsionador daquela que é,  à data, a mais aberta e livre plataforma de análise da cidadania e que dá pelo nome de Clube dos Pensadores.

"Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.» 
(Mateus 22:21)

Porque temos o péssimo hábito de recordar efusiva e na maioria das vezes algo exageradamente a vida e obra de recém- defuntos,  deixo aqui a minha homenagem a Joaquim Jorge, um ser vivo, vivente, e impulsionador e mentor da vida da nossa sociedade. 
Um homem que dedica grande parte do seu tempo, família e cultura a promover o que muitos, da política à comunicação social, tentam manter abafada e em banho-maria, a cidadania e a real, informada e capaz interacção governo-governados.
Um homem que criou a única plataforma de análise política interactiva apartidária, independente e imparcial, e onde tanto os convidados como espectadores estão em plano de igualdade.
Um homem que promove a partilha de ideias de todas as atitudes políticas para que, no melhor método socrático, cada um possa escolher certo da sua escolha.
Dêmos por isso a César o que é de César, e ao Joaquim Jorge o que é do Joaquim Jorge, isto é , o real reconhecimento do seu mérito e do seu esforço.

Por fim, uma referência ao Clube dos Pensadores, um sítio onde se luta pela erradicação da ignorância cívica e participativa, e  se promove o diálogo e a evolução de todos os que se dispõem a preocupar-se com o futuro deste que é o nosso Portugal, passado, e presente.

Ao Joaquim Jorge, ao Clube dos Pensadores, o meu obrigado.

Diogo Trindade 

Sem comentários:

Enviar um comentário