08/05/2015

Excerto de Pedagogia Cívica (3)



(...) Um político deve ter um vencimento digno de acordo com o seu cargo e ser tratado como qualquer cidadão que faz descontos e tem um emprego. As subvenções devem acabar de uma vez por todas. Ponto final! Custa-me pensar que não haja, dentro dos partidos ou fora deles, homens e mulheres
de alto valor moral e intelectual, animados pelo desejo de serem úteis à Nação e não pensarem neles próprios.
Sou contra os abusos, injustiças, favoritismos ou imoralidades. Esta atitude política tem que ser o exemplo e não cortar somente 10% das subvenções. Uma coisa é uma pensão de reforma, outra é uma subvenção vitalícia.
As subvenções públicas devem ser abolidas para quem as tem: membros do Governo, deputados, juízes do Tribunal Constitucional.
País pobre, sem recursos, intervencionado, em regime de protectorado não pode e não deve dar benesses a ninguém. Não há dinheiro, isso é para todos e não pode haver excepções. (...)

Sem comentários:

Enviar um comentário