14/03/2015

António Costa : Gaia vs. Matosinhos



António Costa com a sua bonomia e maneira de ser querendo agradar a todos, pode acabar por não agradar a ninguém.

Estão-se  a realizar as jornadas parlamentares do PS em Gaia ( ontem e hoje). Todavia não nos podemos esquecer que o PS Gaia apoiou em recentes eleições internas António José Seguro.  António Costa deve a sua vitória à enorme legião de simpatizantes que puderam votar nessas eleições primárias para escolha do líder do PS.

Ao vir a Gaia dá um sinal de querer pactuar e fomentar a coesão no PS, todavia não se pode esquecer que,  nessas eleições em Gaia, deve a sua vitória a muitos simpatizantes e socialistas não alinhados com esta concelhia. António Costa venceu António José Seguro, em Gaia: Costa 1984 votos; Seguro 1396 votos. Eduardo Vítor Rodrigues que apoiou António José Seguro foi um perdedor e é presidente da CM Gaia.
Por outro lado, em Matosinhos,  António Costa teve 2891 votos,  contra 1405 de António José Seguro. Todavia em Matosinhos teve o apoio de Guilherme Pinto presidente da CM Matosinhos, ex-socialista no papel mas socialista de sempre do coração a apoiá-lo, e o líder do PS António Parada , derrotado nas eleições para a câmara  

Em Matosinhos houve um jantar com todos os apoiantes ( simpatizantes e socialistas).Contudo em Matosinhos deveria ter tido o cuidado que esse encontro fosse em separado. Pois houve duas facções socialistas a concorrer à CM Matosinhos : os independentes socialistas ; os socialistas. Em plena campanha interna a foto em conjunto Guilherme Pinto, António Costa e António Parada não caiu bem e foi entendida, como foto de  conveniência com uma imagem de paz hipócrita. As feridas ainda não estão saradas e depois de tudo que se passou em que se tomaram posições em nome de ideais e valores, caíram por terra, foram entendidas como traição e que vale tudo. Antes, Narciso Miranda não concorreu contra o PS , respeitou a sua decisão e foi excomungado. Em Matosinhos, com esta atitude, António Costa perdeu apoio de muitos socialistas.


Compreendo que procure suavizar as divergências, conciliar antagonismos e sarar feridas. 
Mas há um partido com regras e não se pode alterar as regras do jogo conforme o árbitro ( líder). O PS perdura e os líderes passam.

Em Gaia,também, deveria  ter sido feito um jantar com todos os simpatizantes e socialistas que votaram na sua pessoa. Não havia um rosto a liderar esse processo mas uma enorme massa humana que o apoiou. Não esteve bem ao ignorar esses apoios que lhe deram a vitória, dando mais ênfase em Matosinhos, porque o simpatizante é presidente da câmara, apesar de ex-socialista. A política tem que ser feita com reconhecimento, sem esquecimento e respeito por quem nos apoia e ajuda nos nossos ideais.

Por fim, no distrito do Porto, António Costa venceu em 12 dos 18 concelhos. No concelho do Porto teve 3990 votos contra 1454 votos  de Seguro. José Luís Carneiro ( apoiante de Seguro) foi copiosamente derrotado e Manuel Pizarro ( apoiante de Costa) o vencedor.


Mas quem era apoiante de Seguro, faz tudo por tudo, por aparecer nas fotografias ao lado de António Costa, como se nada se tivesse passado. Coitado de António José Seguro com este tipo de apoiantes! Não podia ir longe...

António Costa é um pacificador, tem jeito para harmonizar, mas não pode ser moderador a qualquer preço. Por vezes há misturas que são explosivas.E, não se pode dar a entender que se prefere amizades que estão no poder, tenham sido ou não, nossos apoiantes.

JJ

Sem comentários:

Enviar um comentário