14/01/2015

Um milhão de euros no cofre do amigo de José Sócrates





A investigação do caso Sócrates encontrou um milhão de euros em dinheiro vivo num cofre do Barclays, pertencente a Carlos Santos Silva. O juiz Carlos Alexandre ordenou o congelamento do montante por suspeita de pertencer a José Sócrates.
Carlos Santos Silva, amigo de infância de José Sócrates e ex-administrador do Grupo Lena, tinha um milhão de euros, em notas, num cofre alugado numa agência do banco Barclays, noticia esta manhã o jornal "i".

Segundo o matutino, na semana de Novembro em que José Sócrates e Carlos Santos Silva foram detidos, a investigação liderada pelo procurador Rosário Teixeira realizou buscas numa agência do Barclays no centro de Lisboa, onde encontrou o cofre com o dinheiro, que suspeita pertencer ao ex-primeiro ministro.
Também estão sob investigação outros depósitos em dinheiro vivo pertencentes a Carlos Santos Silva, espalhados por mais de uma dezena de agências.
Na terça-feira da semana passada, no mesmo dia em que foram efectuadas buscas na sede Portugal Telecom e na PricewaterhouseCoopers, o juiz Carlos Alexandre visitou uma agência do Barclays situada a 260 metros das instalações da PT, com o propósito de investigar os dados de Carlos Santos Silva que ali estariam guardados, acrescenta o "i".
O ex-administrador do Grupo Lena, constituído arguido por suspeitas de corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capitais, terá acumulado uma quantia de 23 milhões de euros, em contas na Suíça, que foram repatriados em 2010 para Portugal e depositados na conta do BES, igualmente sob investigação.
Os investigadores acreditam que o dinheiro colocado em nome de Carlos Santos Silva pertence na realidade a José Sócrates, que está detido preventivamente por suspeita de crimes de fraude fiscal qualificada, corrupção e branqueamento de capitais.

noticia do Expresso.

2 comentários:

  1. Tudo mentira!
    O homem é sério e nunca mente...! Deram para implicar com o homem, coitado...!
    Qualquer dia vou fazer-lhe uma visitinha, e levo-lhe alguns euritos para ele fazer umas extravagancias lá no hotel em Évora!

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar
  2. Recuperado o milhao (migalhas) para os cofres publicos, o Pais vai ficar mais rico e a corrupcao e roubo dos dinheiros publicos acabam em Portugal. Ate' que enfim!

    ResponderEliminar