24/01/2015

Crónica de Genebra




Nelson Magalhães Fernandes 
« Quem semeia ventos, colhe tempestades … ! »
A França e os terroristas … !

Desde criança, gostei de exprimir os meus pontos de vista e fazer caricaturas com palavras, visto que de desenho nunca percebi nada. Tal gosto pela liberdade de expressão, acarretou-me largos dissabores ao longo da minha vida, até recentemente, quando uma Radio Portuguesa no estrangeiro me convidou para dar uma entrevista, a qual seria transmitida no dia seguinte.
Antes da entrevista começar, disse eu aos dois jornalistas que iam-me questionar, que aceitava, porque estávamos na Suíça e aqui é possível meter Deus e o Diabo à mesa a discutir e no fim chegam a um acordo.
Dito isto, começaram as questões e durante duas boas horas, abordei alguns porquês do descalabro português.
Na madrugada do dia seguinte, fui acordado por um dos jornalistas para me informar que a minha dialéctica não seria transmitida, caso contrário fechar-lhes-iam a Rádio. --- Porquê ? Perguntei ! Porque a Rádio (aqui na Suíça) é financiada por uma Instituição Portuguesa e assim … !
Isto para dizer da minha solidariedade com os Jornalistas do CHARLIE HEBDO sobreviventes e um requiem aeternam aos malogrados defuntos.
Só faltava esta, que um cidadão, não se pudesse mais agora, exprimir livremente no seu próprio País, devesse prestar vassalagem a um qualquer Inquisidor.
Caros Leitores das minhas Crónicas, convido-vos em função dos Vossos honrados conhecimentos históricos a fazerem um paralelo entre a Europa deste início de Milénio e a Europa do início do passado Milénio… ! Só mudaram os utensílios bélicos … ! A guerra é exactamente a mesma e pelas mesmas razões, assim como os beligerantes… !
Mas é a França que me traz aqui. Os acontecimentos recentes na França, não são nenhum meteorito que lhes caiu em cima.

A COLHEITA que os Franceses, assim como outros países Europeus estão a granjear hoje, são o fruto, de uma FARTAZANA de explorar os POBRES POVOS, da ORLA MEDITERRÂNICA, a partir dos anos cinquenta. Os pobres da Europa do sul. O « pequeno, grande » Napoleão, não tinha conseguido atingir todos os objectivos, mas a espinha continuava atravessada na garganta.
Como engolir o sapo, de perder uma França gémea (Argélia) e um Paisíto como Portugal continuar dono e senhor, de Países imensos, como uma Angola, Moçambique e … !
Os MILITARES PORTUGUESES, que combateram os « TERRORISTAS », na GUINÉ BISSAU, sabem bem quem os alimentava e fornecia armas, na vizinha GUINÉ CONAKRI… !
Foram exactamente os mesmos que enviaram dos BIDONS VILLES da actualidade francesa vão lá dois anos, mercenários e armas, para combater o Presidente sírio, Bashar al-Assad. Ele bem gritou que estava a ser atacado por TERRORISTAS. Em vão. A definição de quem é ou não terrorista, é atribuída segundo critérios bem definidos… ! E depois os tempos, as coordenadas e os interesses geopolíticos, mudam a cada instante. Assim, frequentemente, acontece que o tiro sai pela culatra… !
Sabem os meus Caros Leitores que os Portugueses e os outros Povos que foram Invadidos por Napoleão Bonaparte, poderiam ter-se servido do privilégio de serem os primeiros a chamar às tropas francesas invasoras de Terroristas ? Pois a expressão foi inventada pelos Franceses… !

Aquando da Revolução Francesa a expressão « Terrorista, foi atribuída, depois da queda de Robespierre, aos soldados que semeavam o terror », segundo a enciclopédia  Larrousse.

E a França, paradoxalmente, continua a atrair os miseráveis povos do sul… !
E a França que ajudou a destruir o Império Colonial, dos pacíficos Portugueses, continua a ser um País Colonizador, com várias Colónias espalhadas pelo Globo.
E a França, convida o Ditador ,Kadhafi para ir passar férias junto à Torre Eiffel, com tenda, camelos, harém e tudo o resto, uns meses depois vai bombardear-lhe o País e eliminá-lo. Com o desaparecimento dele  foi todo um arsenal de armas, as dele, mais aquelas que o Saddam  Hussein, para lá enviou antes dos Americanos chegarem ao Iraque para o ENFORCAR, a serem distribuídas pela imensidão do SAARA… !
E depois a França vai « libertar » o Mali, e o…, e o…, e o…, e o norte da Síria, e o Iraque, e o Curdistão e e e … !
Mas hoje as ambições são bem diferentes, da conquista territorial. O negócio hoje é dinheirinho fresco e em quantidade Q.B. Para obter tal matéria como se deseja existem três negócios a saber : Armas. Droga. Medicamentos. Convenhamos que, estas três matérias-primas, só são vendidas a quem tenha « forro na carapuça »… !
Por acaso hoje, ali para os lados da GUINÉ CONAKRI, alguém têm dinheiro para fornecer medicamentos, afim de salvar milhares de almas do ÉBOLA !!!???
Os « Terroristas » que foram tranquilamente dizimar a Redacção do Charlie Hebdo, iam equipados com KALASCHNIKOV.
Até cheguei a temer que tivessem utilizado … G3 … !

Sem comentários:

Enviar um comentário