27/01/2015

C.I.V.A. (Centro de Investigação da Vida Alheia)



 1 - A Câmara do Porto terminou 2014 sem quaisquer dívidas pendentes a fornecedores, à imagem do que já tinha acontecido nos primeiros seis meses do ano, fez hoje saber a autarquia portuense. Rui Moreira segue a linha de Rui Rio sem dívidas em atraso a fornecedores. Eu gostava que Gaia fosse assim…
2 - Rui Moreira atacou, de forma irónica, o secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, depois de este ter atribuído, numa entrevista, o crescimento do turismo no Porto e Norte à estratégia desenvolvida pelo Governo. Evidentemente que o aumento de turismo deve-se ao Porto, ao Norte, e não, ao governo.
3- Rui Moreira fez em 2014 dez viagens ao estrangeiro e passou quase 30 dias fora do país, com paragens no Brasil, Macau e Londres, sobretudo para promover a cidade e atrair investimento. Os contactos na área do turismo, da cultura e da inovação foram outras das intenções das deslocações a Tours ou Bordéus, em França, a Cracóvia, na Polónia, ao Brasil, Londres, a Madrid e Barcelona, em Espanha, ou a Macau.
4 - No Porto ter carro fica caro. Os residentes na Baixa vão pagar 192 euro por ano para estacionar na rua. No resto da cidade a factura ainda é mais alta: 396 euro. Quem tiver mais do que um carro, paga quase 600 euros, na zona mais barata.
5- Quem vive dentro da ZIP (Zona de Intervenção Prioritária), área de cerca de 500 hectares que engloba a Baixa e o Centro Histórico, paga menos de metade de quem vive fora dessa zona. São 16 euros por mês (192 euros por ano), aos quais acrescem os 15 euros anuais pelo dístico de residente.
6 -Em Gaia a empresa de cruzeiros Douro Azul pretende ter uma nova unidade de atracagem no rio Douro, perto da ponte do Infante, bem como construir na zona ribeirinha um hotel. Perto dessa zona já existe o The Yeatman Hotel!
7 - Recentemente, o jornal britânico Telegraph nomeou as sete piscinas mais espectaculares do mundo. A piscina exterior em Gaia, The Yeatman Hotel, é uma delas. A piscina, situada no telhado do hotel, foi inspirada no vinho, tão típico da região. Os utilizadores podem desfrutar de uma vista panorâmica da cidade do Porto. Este hotel e esta piscina são do tempo de Luís Filipe Menezes.
8- O último debate do Clube dos Pensadores, em que esteve presente o cientista Sobrinho Simões, uma autoridade mundial do cancro. Estiveram presentes vários membros do Clube, como Mário Russo, professor universitário, Maria dos Reis, professora da Escola Superior de Educação, Paulo Rebelo, advogado e vereador na CM Felgueiras, Abel Guedes, empresário e presidente da Assembleia de Freguesia de Arcozelo, Hercília Oliveira, uma indefectível do Clube e animadora do blogue, entre outros. Surpreendentemente da CM Gaia apareceu Albino Almeida, presidente da Assembleia Municipal e Mercês Ferreira, vereadora do PSD e amiga pessoal de Joaquim Jorge que esteve presente no jantar privado antes do debate.
9 - O PSD em Gaia não ganha juízo. Em vez de começar a arquitectar uma estratégia para voltar a vencer a CM Gaia, anda à turra e à massa. Pedro Sousa, líder parlamentar do PSD na CM Gaia, foi substituído. Relembro que Pedro Sousa concorreu na concelhia contra Firmino Pereira e não apoiou Virgílio Macedo, presidente da distrital que tem uma avença na CM Gaia, é ROC (revisor oficial de contas).
10 - O PSD do Porto que olhe pela sua cidade em que levou um banho nas últimas eleições, Luís Filipe Menezes ficou em terceiro lugar e não venha interferir em Gaia. A caça às bruxas nos partidos é uma vergonha. Fica a suspeição que quem não apoiou Virgílio Macedo e apoiou Celso Ferreira é ostracizado.
11 - De que lado está o PSD em Gaia? Do lado dos empregos e interesses pessoais ou dos interesses dos gaienses e na defesa dos seus ideais? Firmino Pereira com esta actuação mostra que é um líder a prazo. Em Gaia deveria mandar Firmino Pereira e não um qualquer forasteiro, Virgílio, Pedro ou Manuel. Quem se ri disto tudo é o PS que vê o seu rival esfrangalhar-se e não ter rumo. O PSD de Gaia não deve deixar que venham outros de fora interferir na sua política. Viu-se nas últimas eleições autárquicas na escolha de um candidato que nada tem que ver com a cidade.

12- Há já quem anseie e tenha saudades de Luís Filipe Menezes, achando Eduardo Vítor Rodrigues um líder fraco, sem estaleca para o cargo, que persegue quem o critica e pensa de outro modo. Mas para isso se verificar tem que resolver os seus problemas com alegadas irregularidades judiciais e depois construir um projecto com outro tipo de pessoas e de companhias. Luís Filipe Menezes pela limitação de mandatos não pôde ficar em Gaia. Balanceou-se ao Porto e foi imprudente. Deixava-se estar quietinho e esperava 4 anos, voltava a concorrer a Gaia e vencia com uma margem folgada.

JJ

*artigo de opinião publicado no jornal Audiência 

2 comentários:

  1. Olá Jota.

    Uma súmula muito bem esmiuçada com interessantes e bons recados a quem quiser receber grátis uma boa consultadoria.

    Esta coluna poderia chamar-se "O Micróbio", não fuja que é apanhado.

    Abraço

    Mário Russo

    ResponderEliminar
  2. Uma sugestão interessante...
    Como sabes nós ( eu, tu , etc.) não queremos apanhar ninguém queremos sim , que as coisas funcionem normalmente e sem "mas" e cabalas e joguinhos. :)

    JJ

    ResponderEliminar