24/10/2014

NOTAS DA SEMANA




O Sporting fez um excelente jogo com o FC Porto. Venceu e mereceu essa vitória com muita tenacidade, esforço e humildade na linha do seu treinador, Marco Silva. Todavia, o presidente, Bruno de Carvalho não tem necessidade de ser tão afirmativo, exuberante e inconveniente. Os protagonistas do futebol são os jogadores e o jogo em si. Mal vai o futebol quando se fala mais de dirigentes e suas questiúnculas que só fazem acirrar os ânimos e desviar a atenção do jogo.

Surpreendeu-me a postura do presidente Jorge Nuno Pinto da Costa que não respondeu a provocações, e fez bem. Deste modo esvaziou as declarações de Bruno de Carvalho. Que me recorde foi das poucas vezes que o FC Porto soube perder de cabeça levantada. Não me posso esquecer que o jogo era para a Taça de Portugal. Se fosse um jogo de campeonato as coisas poderiam ter tido outro caminho.

O treinador do FC Porto, Julen Lopetegui, não esteve bem na gestão da equipa e ao não colocar alguns jogadores. Depois das exibições de Quaresma no jogo de Portugal contra a França e Dinamarca dever-lhe-ia ter dado minutos de jogo. Um jogador joga com as pernas, mas a sua cabeça é muito importante. Quaresma estava motivado e moralizado.

O FC Porto pode-se queixar de um penálti não assinalado. Todavia falhou um penálti por intermédio de Jackson Martinez que foi precedido de fora de jogo. Não será melhor arranjar outro jogador do Porto para apontar penalidades? Martinez já falhou uma série de grandes penalidades e algumas prejudicaram o Porto.

Ronaldo soma e segue. Mais dois golos e um recital de bem jogar. Messi marcou um golo mas recusou-se a sair por indicação de Luis Enrique. Uma estrela que tem as suas manias e que começa a ver o terreno a fugir-lhe para o seu rival de sempre - Ronaldo.

José Mourinho é notícia por ter sido educado ao ir cumprimentar o banco do Aston Villa. Porém, Paul Lambert, treinador do Aston Villa, não gostou que Mourinho o fosse cumprimentar três minutos antes de o jogo acabar, apesar de estar a perder 3-0. Recusou cumprimentá-lo, considerou falta de respeito. Roy Keane terá ameaçado José Mourinho que lhe dava um soco.

Estes ingleses não sabem perder e não conseguem encaixar um Mourinho super- profissional, ganhador e demolidor. Eu sei, é português!

Bem, Mourinho tem tido ultimamente uma postura impecável foi empurrado por Arséne Wenger de uma forma feia e despropositada. Vá lá que este é um senhor e já pediu desculpa. Por outro lado quem faltou ao respeito foi quem se recusou cumprimentar. A ganhar por 3-0 mesmo faltando 3 minutos, o natural é o banco da equipa adversária aceitar os cumprimentos. O jogo de volta com o Aston Villa vai ser lindo!

Na Liga dos Campeões prova que mais aprecio e onde tem os melhores jogadores do Mundo. Gosto mais da Liga dos Campeões do que de um campeonato do Mundo de futebol. O FC Porto pôde sorrir ao contrário do Sporting que foi descaradamente roubado. Para o Porto foi preferível perder na Taça de Portugal e vencer este jogo contra o Atlético de Bilbau. Ironia do destino foi Quaresma o mal-amado de Lopetegui que evitou que se comece a chamar "Flopetegui".

Por fim, o Benfica lá empatou com o Mónaco, mas tem o apuramento em risco. O Real Madrid deu um recital de bem jogar com o Liverpool, em que Cristiano Ronaldo marcou mais um golo, parece que em campo está a fazer bailado, com elegância e classe, está imparável. Agora é só esperar por sábado para vermos o embate Real Madrid- Barcelona.


JJ

*artigo de opinião publicado no jornal Record 

Sem comentários:

Enviar um comentário