18/06/2014

Marcelo Rebelo de Sousa



Bom dia Joaquim Jorge!


Parabéns pelo seu esforço e pelo resultado.
Marcelo é a garantia de secção animada, bem e muito frequentada, e de um sinal de grande prestígio para o CdP.
Deixe-me de citar o texto que Mário Russo colocou em comentário no blog "Marcelo Rebelo de Sousa (MRS) é um pensador brilhante, goste-se ou não. É muito político, como é óbvio e, sobretudo, a sua faceta de bom professor e comunicador, simpático, sagaz, mordaz, refinado, elegante e brilhante estão à vista de todos a cada semana nos comentários da TV. Ele poderia, inclusive protagonizar um programa de debates tipo Jô Soares, com grandes audiências" e também o texto do anónimo das 21,55h "Contudo não passará de um serão agradável, o convidado tem bons princípios e valores, apresentando ser uma pessoa humilde, muitos que assistem na televisão apreciam a sua forma de estar na vida, mas há sempre um mas, é um demagogo ou bobo da corte, ninguém o leva a sério como político , nem mesmo os colegas filiados. Pois não tem coragem para assumir as suas reais convicções, coloca-se sempre numa posição pacífica e neutra e isso é fácil e não tem qualquer consequência prática!"

Ainda bem que o Prof. também sabe tudo isto, e diz tudo isto (pelo menos diz). Se fosse menos inteligente confundiria a sua capacidade para ser agradável e bom comunicador com as capacidades necessárias para ser um bom 1º Ministro ou mesmo um bom Presidente. Não será apenas o comodismo que o faz ficar no "sofá" é a sua inteligência prática, e ainda bem, senão embalar-se-ia nos elogios.

Gostava de ter pedido, ao professor, a sua ideia sobre como sairemos da crise. Ele afirmou, quando abordou o problema da regionalização, que só se voltará a falar disso depois da crise acabar, não sabe se demorará muito ou pouco.

Que ideia terá MRS sobre o futuro de Portugal depois deste tratamento à PASSOS? Como sairemos da crise? Industrializando? O quê? Explorando o rio Douro e o Alqueva para passeios turísticos? Explorando petróleo? Como pensa MRS que o País vai criar riqueza num futuro próximo? Como vai criar empregos? A construção civil não será com certeza, nem nos próximos vinte anos.
O que pensa Krugman eu sei mais ou menos...

José Carvalho
Gostava de ouvir uma pessoa como MRS, com cultura, experiência e conhecimentos de pessoas e líderes, falar sobre este que é o nosso maior anseio. Se puder JJ faça-lhe um pedido para ele escrever um texto que possamos todos ler.

Abração de amizade com a renovação dos parabéns pelo sucesso.

7 comentários:

  1. Caro amigo tem que me sugerir convidados e dizer-me quem preferia que viesse ao Clube.

    Obrigado,

    JJ

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Joaquim Jorge
      Sabe que sou muito seu amigo, sabe razoavelmente o que penso, sabe que também o conheço muito bem, sabe que aprecio o que faz, sabe que eu não o faria porque não seria capaz e, acima de tudo, porque não queria o trabalho e muito menos o protagonismo.
      Sabe que só no CP aceito a 2ª fila, que para mim não é um destaque, coisa que não quero, é uma consideração dum amigo que não posso negar. Sabe que não tenho, infelizmente, "bojo" para ver e fazer que não vejo, ler e fazer que não leio, perceber e ter de fazer que não percebo, etc,etc
      Por isto e por tudo que podemos falar numa mesa com um café ou um jantar à frente, sabe que sei que não devo atrever-me a indicar-lhe um qq conferencista.
      Sabe tb que sou mais pela discussão, que tem de ser com calor, elevação e sinceridade do que pelas palavras bonitas e agradáveis que conquistam amigos(!), abraços, elogios e preferências, nem que seja vendo tudo a apodrecer à volta. Gosto das boas iniciativas porque sempre se aprende muito, nem que seja aquilo que não se deve pensar ou fazer. Sei que não vai deixar de se manter actuante e sei que vai arranjar os melhores convidados, como sempre.,
      Um abraço com amizade José Carvalho

      Eliminar
    2. Meu caro amigo um pequeno esclarecimento Eu não quero protagonismo nenhum. Se o tenho são os outros que o dizem. Gosto de fazer coisas e intervir, só isso.

      No Clube tenho arranjado montes de inimigos mas milhares de amigos. Por outro lado tem-me prejudicado a minha vida profissional.

      Porém sou feliz, livre, digo o que quero, quando quero e como quero.

      Não há coisa mais bela que sermos nós próprios...

      Posso nunca ter um cargo mas com toda a certeza tenho o reconhecimento de muitas pessoas e credibilidade pelo que faço e o mais importante - pelo exemplo.

      Grande abraço,

      JJ

      Eliminar
  2. Gostaria de perguntar ao Sr José Carvalho se na sua vida e quando está em alguma reunião partidária, se é que a frequenta, também não faz "sala" ou diz tudo o que acha e pensa a quem lá fala ?? A não ser que tudo que frequenta na sua vida, seja organizada por pessoas especiais ou de outro planeta!

    António Figueiredo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Decerto tenho de lamentar o facto de não me recordar do Sr António Figueiredo, peço desculpa se devia recordar-me.
      Bom, não percebo bem a pergunta, não percebo a intenção das pessoas de outro planeta, não percebo a razão das reuniões partidárias, não percebo o que poderá querer dizer com o fazer sala, como vê, tenho realmente grandes dificuldades interpretativas, mas vou tentar responder de qq forma:
      Frequento reuniões partidárias, estou mesmo de saída para uma às 21,30.
      É verdade, digo sempre o que penso, não tenho grande capacidade de engulir sapos.
      Só não falo quando julgo que não vale a pena o desgaste, porque não considero a audiência, ou porque não posso ou não me permitem de todo.
      Não tenho qq tacho partidário porque não me ofereceram, porque não negoceio dignidade e porque quero ser livre.
      Ajudei?
      Cumprimentos
      José Carvalho

      Eliminar
    2. Msnuel Moutinho19/06/14, 21:33

      Está num partido e quer ser livre!?
      Não seria melhor ser independente? Uma contradição que não entendi. Mas o senhor é que sabe.

      Eliminar
  3. Passei agora pelo mail que enviei a Joaquim Jorge e que teve a delicadeza de publicar, fiquei preocupado..."seccionei" MRS logo no início do texto. Claro que é imperdoável mas aconteceu, o que queria escrever, como é lógico, era sessão e não secção.
    Espero a V Compreensão
    José Carvalho

    ResponderEliminar