31/05/2014

Os tempos são outros...a minha verdade é esta




Isabel Coutinho
"O salário mínimo nacional foi instituído há 40 anos no âmbito de um decreto de lei, com data de 27 de Maio de 1974, com o valor de 3.300 escudos, tendo beneficiado na altura cerca de 50% da população activa e, na função pública, abrangeu mais de 68% dos trabalhadores".

*1974 - Com um valor de SMN de 3.300 escudos que abrangeu cerca de 50% da população activa e abrangeu mais de 68% dos funcionários públicos!
*3.300 escudos convertidos ao actual moeda (EURO) hoje em 2014 dá cerca de 16,50 euros (dezasseis euros e 50 cêntimos)!*485 EUROS equivalia (se convertermos) em 1974 a cerca de 97.000 escudos !
Qual seria o valor médio de uma renda nessa data! Para conseguirem fazer fase ás ditas dificuldades impostas por uma ditadura!

*2014 - Com um SMN de 485 euros e sendo o valor médio da renda, com exemplo de um T1 (sem luxos) no centro de Vila Nova de Gaia, poderá rondar os 320 euros!
Coloca-se a questão: Poderá um português com um rendimento de 485 euros mensais, pagar uma renda de 320 euros, luz, agua, condomínio e 11% S.Social!? Sim
E consegue sobreviver ?! NÃO. ....................(alimentação, vestuário, transportes, cultura e tempo)
Pode um jovem até aos 30 anos usufruir do arrendamento jovem com um SMN 485 euros?! 
NÃO. .....................(taxa de esforço incompatível)
Poderá um casal, ambos com SMN de 485 euros cada, viver num T1 ?! Sim
Poderá esse casal, pensar em ter filhos?! 
NÃO.....................(quando são conscienciosos!)
E se esse casal já tiver filhos ?! Sim............................(os filhos deixam os estudos, procuram trabalho e se arranjarem, são mais 485 euros em casa e já podem pensar mudar para um T1+1)!
.......................
Será que entre os nossos políticos, há algum, que alguma vez fez estas contas!, ou porventura terá passado por alguma experiência e que reconheça a verdade dos factos!, a realidade dos tentam sobreviver com o SMN !!! NÃO..................(falácia governativa)

Em 22/03/2014 -Para recuperar o poder de compra perdido desde 2011, o salário mínimo nacional (SMN) teria de aumentar 5,1% - para os 510 euros - no próximo ano. Este é um valor próximo daquilo que os sindicatos exigem e que os patrões aceitam discutir. O Governo vai iniciar o debate, replicando o que está a acontecer na Alemanha e nos Estados Unidos, mas diz estar preocupado com a competitividade da economia. - Fonte: Publico
Em 22/03/2014 - Se for para este ano, já se recupera algum poder de compra!!! Mesmo apenas com um aumento de 5,1%, já dá e sobra para fazer face ao aumento da renda da casa para este ano 2014 (o coeficiente de actualização dos diversos tipos de arrendamento urbano e rural, para vigorar no ano civil de 2014 é de 1,0099.) O problema Sr. Primeiro, é que o passivo dos inquilinos aos senhorios é de bradar aos céus ou no deserto. Recuperar poder de compra!!

1 comentário:

  1. Os iluminados dos governantes deviam estar qualificados para fazer e analisar estes calculos simples de sobrevivencoa. Assim como os das pequenas e medias empresas, que se encontram sobrecarregadas de impostos e despesas fixas insuportaveis, quando a sua funcao e' dar trabalho a uns 80% das pessoas ativas, no Pais. E' pura carnificia, o que este governo encetou, desde que iniciou funcoes.
    Pedro-Liverpool

    ResponderEliminar