10/04/2014

BASTA!!!

Hercília Oliveira
É inadmissível ,vergonhoso  e revoltante...!
Que se erre, pode acontecer a qualquer um de nós..., mas andar anos errando, ver os efeitos nefastos desses erros e não arrepiar caminho..., é criminoso!
Mais uma professora foi agredida, e a medida que a directoria da escola tomou foi afastar a professora enquanto o agressor continua  nas aulas, e mesmo a queixa que a professora fez na polícia, ficou anulada porque como tem 15 anos, tem capacidade para bater na professora mas não para ser responsabilizado! Lindo...!
Como é possível que os professores continuem sendo agredidos por marmanjos sem educação e respeito pelos professores, nada lhes acontece e ainda são os professores que são afastados ou dados como que sofram de perturbação!?
Que país é este!?? Que sociedade é esta!? Para onde caminhamos? Será que ainda vai ser preciso que algum aluno mate um professor para se tomar medidas ? Sim..., porque já houve um que se suicidou e deixou escrito porque é que o tinha feto!
Professores afastados por depressão já os há em quantidade, outros continuam aguentando indo trabalhar como quem vai pró inferno todos os dias. E a escola, lugar de aprendizagem onde além de se aprender  a ler, escrever e todo mais que nos acompanha pela vida fora e tanto nos é necessário assim como a respeitar os que convivem connosco  e sobretudo o Professor..., tornou-se passado 40 anos de libertinagem em escola de formação de delinquentes, bem preparados para formarem quadrilhas de malfeitores.
Será que nem medidas que não têm nada de difíceis nem de gasto extraordinário de qualquer euro e que são mais que urgentes, esta gente que há anos tomou conta do país não é capaz de tomar!???
O que é que esta gente está esperando, o que é que as impede de mudar o rumo e quem é que se lhes opõe!?
Não entendo e é inaceitável.
Onde para o sindicato dos professores? Será que só existe e só sai á rua para protestar ou reivindicar valores monetários ou de escalões?
Que raio de sociedade esta que vem caminhando para uma total animalização do ser humano e mesmo em assuntos tão fáceis e tão importantes para a formação dos futuros homens deste país, continua amorfo e sem reagir.
E, já agora..., o que está o Ministro da Educação fazendo no Ministério? Achará ele que estes casos são normais educativos? Deve achar, na medida em que andamos há anos a ser governados por imbecis é mais um que se identifica com estes marginais.
Entretanto os professores, que vivem amedrontados e sem ninguém que os defenda pois os próprios colegas também por medo não se manifestam, vão continuar entregues aos marginais diariamente.
É por estas e por outras do género e que abundam neste pobre país, que o dia de festejos do 25 de Abril que se avizinha, tem é mais que motivos para ser um dia de LUTO NACIONAL!

11 comentários:

  1. As pessoas estão fartas , desesperadas, cabisbaixas , indignadas , pelo desemprego, cortes e corrupção As pessoas estão cada vez mais alheadas dos políticos que teoricamente defendem os seus interesses.As pessoas e os políticos estão num transe de divórcio : não se fiam um pêlo nos políticos.Uma parte da consciência colectiva sente-se abandonada.Este sistema político está caduco e está a carregar o próprio sistema.As pessoas têm que se habituar a não delegar em figuras concretas, mas a exercer um controle constante. Não somos meninos dependentes do papá.


    Não sou anti-sistema , mas aposto na regeneração da democracia.Como os políticos não nos oferecem soluções , há a tentação de corrê-los todos e que venham os anti-políticos. Mas isso não é política , é uma explosão que pode aliviar , mas não resolve o problema .Apesar do desafecto com os políticos a política interessa e muito.É preciso uma revolução tranquila dos cidadãos que não se sentem representados.É preciso alguém com sentido comum , capacidade de liderança e uma base moral honesta. Que não se afogue em populismo e transforme a força da desilusão das pessoas em gestão política de verdade.Acabar, de uma vez por todas, com os privilégios dos políticos.

    Os partidos não têm que nos dar a solução , só têm que parar de obstruir as soluções que a sociedade , muito à frente deles , já tem .Queremos um país para quem cá vive e não para quem o governa.O país precisa de uma redefinição ética , cívica e moral , em tudo. Sonhar é preciso, o tesouro de todos os sonhos. Pensar é preciso , o tesouro de todos os pensamentos e da mudança.

    Porém o 25 de Abril é uma data que me permitiu ter liberdade e poder ter este blogue e expressar a minha opinião . Até ver este esta democracia é a melhor das piores. isto é como dizia Winston Churchill ""A democracia é a pior forma de governo imaginável, à excepção de todas as outras que foram experimentadas."

    Não quero nunca mais o fascismo em Portugal. No 25 de Abril não será uma data para comemorar pois as coisas não tem corrido bem mas não é uma data para andar de luto.

    Desculpe Hercília mas não comungo da sua opinião. Aliás em Portugal os partidos fascistas estão proibidos. Compreendo o desalento mas nunca , ó tempo volta para trás.

    JJ
    .

    ResponderEliminar
  2. A culpa não é do 25 de Abril e dos que o realizaram, mas sim da geração que tomou o poder do país logo após 74, que não tem sabido criar um país decente para os seus filhos. Essa é a grande miséria do país, uma geração sem cultura, sem ideias e que só pensou no seu próprio umbigo.

    ResponderEliminar
  3. Os portugueses não andam "há anos a ser governados por imbecis"...

    Imbecis são, sim, os que votam nestes governantes a pensar que os últimos querem o melhor para todos.


    O objectivo de quem nos governa é exactamente puxar as pessoas para baixo, a todos os níveis - para que sejam estas mais fáceis de enganar e de controlar.

    (http://darussia.blogspot.pt/2013/12/moscovo-proibe-exibicao-de-documentario.html?showComment=1388374400424#c5139279307597570199)


    E, o actual sistema de ensino que temos, foi implementado exactamente com esse propósito.

    (http://octopedia.blogspot.pt/2014/04/a-escola-e-castradora.html?showComment=1396689009492#c9154128596321267987)

    (Já algum pensador, aqui, se questionou sobre a origem deste sistema de ensino e o propósito com que foi o mesmo implementado?)


    Quanto às pessoas estarem progressivamente a ser reduzidas à condição de meros animais, é também esse um dos objectivos de quem nos governa.

    Objectivo esse, com que foi criada, até, toda esta nova "cultura" de decadência, da "música rock" e afins, que incentiva ao consumo de drogas.

    (http://forum.prisonplanet.com/index.php?topic=97552.0)

    Drogas essas, que (como já começa a acontecer para as leves, em vários países ocidentais) deverão até ser legalizadas, num futuro próximo, para com isto arrasar então, por completo, com o que ainda resta de Humanidade nas pessoas.


    O que quem nos governa quer, é - como já tem sido repetidamente denunciado por quem anda há anos a avisar as pessoas desta e outras coisas - reduzir o seres humanos, não pertencentes à elite, à condição de meros "homens-besta", tal como descritos por Nietzsche.

    E, se querem saber mais especificamente o que está planeado para o nosso Futuro, leiam obras como "Admirável Mundo Novo", "Mil Novecentos e Oitenta e Quatro" e afins - que, ao contrário do que muita gente pensa, não são meras obras de ficção, nem obras que foram escritas para "avisar" as pessoas de no que "poderá" se tornar a nossa sociedade.

    (http://perguntasinofensivas.blogspot.pt/2014/02/substituicao-da-calcada-portuguesa-em.html?showComment=1394658025339#c799262400537978795)

    ResponderEliminar
  4. Esta senhora, tem que ser escorraçada daqui, custe o que custar. Aproveita problemas próprios de uma sociedade complicada e subdesenvolvida, para pôr logo em causa a liberdade, a democracia e o 25 de Abril, e fazer a apologia do antigamente. Não é por acaso, que este post é escrito quando estamos no mês de Abril, o mês da liberdade e da democracia e de todos os corajosos antifascistas, que tornaram possível a liberdade de expressão de que esta senhora, aproveita de uma forma provocadora e descarada para regressar ao 24 de Abril, este sim dia de luto nacional.

    ResponderEliminar
  5. Não tema nada que ser escorraçda daqui. A Hercília tem a opinião dela e ponto final. Argumenta e expõe as suas ideias.

    Eu não concordo mas respeito.

    Num país em que Salazar foi eleito "o maior português de sempre" em programa da RTP. Está tudo dito...

    Nem D. Afonso Henriques, nem D. João II, nem Camões, nem mesmo o Infante D. Henrique. António de Oliveira Salazar foi o nome escolhido pela maioria dos telespectadores da RTP1 que votaram na eleição do "maior português de sempre", no âmbito do programa "Os Grandes Portugueses".

    No segundo lugar ficou o líder comunista Álvaro Cunhal e o terceiro mais votado foi o cônsul português Arsitides de Sousa Mendes.

    D. Afonso Henriques e Luís Vaz de Camões acabaram por ocupar os quarto e quinto lugares, respectivamente.

    JJ

    ResponderEliminar
  6. Pois com todo o respeito pelas opiniões diferentes das minhas, eu continuo achando que o falar não é motivo para me contentar e achar que só por isso vale a pena ter o que dizem ser democracia.

    A gente fala: nunca a corrupção foi tanta e sem consequências...
    A gente fala: e a injustiça nunca foi tanta e sobretudo com os mais impotentes...
    A gente fala: e ELES não nos dão qualquer importância, tratando principalmente do seus interesses e dos seus correligionários...
    A gente fala: e em 40 anos o país teve três bancas rotas....
    A gente fala: e a polícia tem menos poder e direitos que o bandido...
    A gente fala e nunca os idosos foram tão abandonados no interior do país, sendo até vítimas de assaltos violentos, e muitas vezes ficando sem a vida....
    A gente fala: e nas escolas é o que acima está descrito...
    A gente fala: e nunca houve tanto desemprego e tanto jovem a ter que emigrar...
    Enfim,,, vou ficar por aqui para não me alongar mais.

    O ter a liberdade de falar, é bom quando se obtém algum resultado; mas como se pode ver, falar e achar que porque se tem essa liberdade é o melhor regime..., eu não acho.
    A liberdade de falar, não nos dá justiça, emprego, segurança, comida no prato e outras coisa mais importantes.
    Se acharem que o que aqui relato é mentira ou invenção minha, desmintam.

    Duvido de que se Churchill fosse vivo e se assistisse ao que a dita democracia se tornou, ele mantivesse a mesma opinião!

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar
  7. Eu gosto é dos comentários como o do anónimo das 11:13!!
    É contra o antigo regime..., mas no entanto se pudesse fazia a mesma coisa de que acusa o Salazar!!???
    Então em que ficamos meu caro anónimo?? E normalmente estes que atacam o antigo regime e quem os defende, não assina!!! Grande coragem. Parabéns!
    Olhe que como o JJ lembra..., Salazar ganhou o concurso televisivo. E se fosse hoje, não tenho a mínima dúvida de que rebentaria a escala!!

    Hrecília Oliveira

    ResponderEliminar
  8. Pois com todo o respeito pelas opiniões diferentes das minhas, eu continuo achando que o falar não é motivo para me contentar e achar que só por isso vale a pena ter o que dizem ser democracia.

    A gente fala: nunca a corrupção foi tanta e sem consequências...
    A gente fala: e a injustiça nunca foi tanta e sobretudo com os mais impotentes...
    A gente fala: e ELES não nos dão qualquer importância, tratando principalmente do seus interesses e dos seus correligionários...
    A gente fala: e em 40 anos o país teve três bancas rotas....
    A gente fala: e a polícia tem menos poder e direitos que o bandido...
    A gente fala e nunca os idosos foram tão abandonados no interior do país, sendo até vítimas de assaltos violentos, e muitas vezes ficando sem a vida....
    A gente fala: e nas escolas é o que acima está descrito...
    A gente fala: e nunca houve tanto desemprego e tanto jovem a ter que emigrar...
    Enfim,,, vou ficar por aqui para não me alongar mais.

    O ter a liberdade de falar, é bom quando se obtém algum resultado; mas como se pode ver, falar e achar que porque se tem essa liberdade é o melhor regime..., eu não acho.
    A liberdade de falar, não nos dá justiça, emprego, segurança, comida no prato e outras coisa mais importantes.
    Se acharem que o que aqui relato é mentira ou invenção minha, desmintam.

    Duvido de que se Churchill fosse vivo e se assistisse ao que a dita democracia se tornou, ele mantivesse a mesma opinião!

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar
  9. O portugues votou num canal pimba da TV, em salazar, como a figura mais importante de sempre, no Pais. Num meio de infornacao, largamente usado para estupidificar em massa.
    Para quem e' a afronta deste resultado? Para os politicos atuais!
    Por muito ricos que fiquem no final dos mandatos, eu borrava a cara com bosta, se como politico, ouvisse as pessoas preferirem o salazar, em vez de qualquer um da atual classe.
    Alternativas democraticas? Votar num partido diferente. Ainda existe essa possibilidade.!
    Pedro-Liverpool

    ResponderEliminar
  10. Minha Senhora

    Depois do que li, deixou-me quase sem palavras. O realismo chocante mas verdadeiro como descreve o que realmente se tornou este país, deu-me quase como um abanão se me permite a expressão! Infelizmente é a realidade que temos e não há como desmentir.
    Dou-lhe os meus parabéns pela sua lucidez, coragem e determinação.

    Carlos Gonçalves

    ResponderEliminar
  11. Segundo parece, e o JJ assim o lembra, é proibido existir partidos fascistas em Portugal.
    Muito bem, que seja..., mas é caso para pensar:
    Então Salazar era um cafajeste que não dava liberdade ao partido comunista, e então agora chegou a liberdade e é proibido existir partidos fascistas!?
    Não entendo e sinceramente que não vejo qualquer diferença nestes casos de "liberdade" a gosto pessoal!

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar