22/10/2012

Maria de Belém no Clube dos Pensadores


HOJE
Joaquim Jorge , fundador do Clube dos Pensadores ( CdP) convidou Maria de Belém do PS para estar presente num debate no dia 22 de Outubro , pelas 21h30 no Hotel Holiday Inn. O tema «O papel do PS no contexto político actual ».
Maria de Belém , presidente do PS , ex- Ministra da Saúde e ex- Ministra para a Igualdade nos governos presididos por António Guterres .

Neste momento de austeridade e de crise é importante existir uma oposição que proponha outro caminho e outras políticas . O PS como maior partido da oposição tem essa obrigação.

Haverá alternativa? Os fundamentalistas dizem-nos que a única saída para a crise é este tipo de austeridade, desde que se iniciou a crise as desigualdades agravaram-se e o governo tem atacado o Estado social..

O que se passa actualmente não é derivado unicamente da crise económica, do défice ou da dívida pública , mas também ,da nefasta política de austeridade que nos impõem.É preciso recompor o binómio ajustamento/ crescimento. Unicamente o crescimento poderá reduzir o peso da dívida na economia. É preciso flexibilizar os prazos de aplicação dos objectivos do défice para permitir políticas de impulso à economia.

A este ritmo e com estas políticas até quando temos que esperar para que a taxa de desemprego baixe ? E o desemprego nos jovens? Até 2020? Não podemos continuar assim. Paul Samuelson , prémio Nobel de Economia , diz que o objectivo da economia é melhorar a vida diária das pessoas. Um programa que ponha a economia ao serviço da cidadania é uma tarefa principal de uma sociedade avançada : proteger os mais débeis. É preciso uma alternativa a estas políticas contra a crise que não roube os sonhos e o futuro de muitas famílias.

O Clube dos Pensadores recebeu este ano a Ministra da Justiça , Paula Teixeira da Cruz , a Ministra do Mar , Agricultura , Ambiente e Ordenamento do Território, Assunção Cristas . No 6.º aniversário recebeu Alexandre Soares dos Santos chairman da Jerónimo Martins . E , ainda o secretário de Estado da Segurança Social, Marco António Costa , Garcia Pereira do MRPP , Odete Santos do PCP , António Barreto , sociólogo e o líder da Fenprof Mário Nogueira.

JJ




3 comentários:

  1. Viva Grand'Amigo.... Mais uma figura politica que irá,certamente, enriquecer o património de presenças proeminentes no maior Clube nacional de demonstração da capacidade de desempenho , sem perder de vista o objetivo de não falharem o seu compromisso de servirem cívicamente e, em simultâneo ,figurarem na plateia de elementos imprescindiveis ao 'teatro' politico representativo do povo que, provavelmente, por engano, votou e, não pensou...
    Bom programa, boa interação e, bom debate ...

    Ernesto Sebastião

    ResponderEliminar
  2. Temo que o PS também não tenha soluções. Aliás, este regime de demomacracia manca com estes dois Partidos já não tem solução. Aprendamos com a Islândia. Depois dos descalabro, os cidadãos islandeses recuraram-se a pagar os buracos feitos pelos banqueiros e políticos corruptos; não deram tréguas aos corruptos do sector bancário e financeiro, perseguiram-nos na rua e na justiça. As pessoas apupavam-nos na teatro, atiravam-lhes bolas de neve em plena rua; o ex-primeiro ministro islandês foi julgado por negligência governativa;na Islândia os bancos vão à ruína mas os seus dirigentes podem ir para a cadeia; a maioria dos executivos da banca, responsáveis pelos desfalques estão na rua, não permanecem em cargos e alguns aguardam julgamento; o Governo islandês tem agora ao seu dispor uma comissão constituinte de cidadãos sem filiação partidária que é consultada em quase todas as decisões políticas e pela contínua busca e julgamento dos responsáveis pelo estalar da crise. E em Portugal? A democracia já não passa de umapalavra vazia de sentido, e o povo continua a pactuar com o regime corrupto, votando sempre nos mesmos;os cidadãos portugueses tiveram de assumir os buracos e as loucuras dos banqueiros e políticos corruptos, em Portugal descobriram-se os autores dos golpes corruptos do sector bancário e financeiro, responsáveis por grande parte da crise, não se fez nada de concreto. Ainda po cima é-lhes permitido circulau em cargos políticos e publicos; os Portugueses têm uma intervenção reduzida a zero nas decisões mais vitais para o país; de acordo com estimativas do FMI, a Islândia fechou 2011 com um crescimento do PIB de 2,5%, prevendo-se novo crescimento de 2,5% para 2012 - números que representam quase o triplo do crescimento económico de todos os Estados membros da União Europeia. A taxa de desmprego vai ainda descer para os 6%, isto é, a economia da Islândia está a recuperar das falhas sistemáticas dos seus três maiores bancos e voltou a um crescimento positivo depois de contracção severa; a nacionalização dos três grandes bancos islandeses no rescaldo do seu colapso por pressão popular abriu caminho à recuperação. De que está à espera o Presidente da República para um governo de sua iniciativa, que constitua também uma comissão constituinte de cidadãos sem filiação partidária para ser consultada nas decisões políticas mais importantes para o país e encetar medidas para julgamento dos responáveis pela crise? Francisco Azevedo Brandão

    ResponderEliminar

  3. "ELES" nada fazem porque estão,todos comprometidos.Todos mamaram na TETA.

    ResponderEliminar