04/02/2018

Crónica de Genebra




Nelson Rodrigues 
« O ÊXODO da TERRA PROMETIDA !!! ».

     Ainda há menos de quatro anos, os portugueses deixavam o Lusitano Jardim, à beira mar plantado aos milhares diariamente, rumo à terra prometida; a SUÍÇA.
     Chegaram a ser compatibilizados pelas autoridades suíças num só dia 7.500. Foi um ver se te avias. Compatriotas no desemprego em Portugal, chegavam aqui e passavam a receber do desemprego suíço. Anunciarem a chegada à Suíça ao Consulado Português, nem pensar. Convinha continuar a gozar de todos os direitos em Portugal, enquanto sofregamente, ordenhavam a VACA SUIÇA, sem lhes passar pela cabecinha xoxa, de dar um pouquinho de erva que fosse, à vaca, para que ela continuasse a poder dar leite.
     Em tempos idos, quando eu e outros jovens, aquando da Visita Pascal, nas Oferendas feitas ao Pároco, este ordenava-nos para deixar um ovo no prato, * chamado o Antes!!!*, para que a galinha identificasse o ninheiro e pusesse de novo ...!!!  Mas isso era antes. Depois passou por lá não a Visita Pascal, mas a Revolução da cultura da ignorância. E quando o  POVO perguntou o que era isso de Democracia, responderam-lhe que era como um rebanho de ovelhas, em tempo moscas, ou seja metem a cabeça no cu umas das outras e segam as que vão na frente. É certo que as que vão na frente, têm que se desembaraçar das moscas, mas rapam a erva toda, enquanto as seguintes têm a vantagem de estarem protegidas das moscas. E cada um têm aquilo que merece...!!!
     Escrevia eu que os recém-chegados à Helvética Prometida, habituados que estavam e com formação em Portugal à obtenção de subsidiodependência, uma vez ( arrivados ), aqui, logo se meteram à busca. O que é facto é que; e para espanto dos que cá estavam à anos a trabalhar no duro e nunca tinham mamado da Helvética Vaca, os recém-chegados num abrir e fechar de olhos estavam a viver graças aos subsídios e ainda gozavam cá com os velhinhos !!!
     De cada vez que a família recebia uma carta do Desemprego em Portugal para se irem apresentar, aí estavam eles no dia seguinte montados num avião da Easyject, virados à terrinha. Só que os tempos mudaram. Enquanto a MAMA durou eram subsídios para casa, para os filhos, para os seguros de saúde, quando não era apenas a mulher a trabalhar nas limpezas ao negro. Portanto sem salário oficial. Só que os Suíços desde 2006 que controlavam, todo o dinheirinho que saia daqui, (que não fosse nos bolsos) e ainda, porque eu já há uma série de anos, quando trocava CHF ai no Banco, o caixa fotocopiava as notas e eu assinava.
     Depois veio a CONVENÇÃO DE TRANSPARÊNCIA FISCAL Que Portugal assinou no dia 14 Julho de 2014, junto com 149 outros Países dos quais aqui a Suíça. Essa Convenção têm a Sigla CRS = CENTRAL REPORTING SIMPLIFY.
     Ora como o Governo de Portugal e outros estavam desejosos de saber e recuperar os grandes desvios que os branqueadores tinham trazido aqui para a Suíça e outras suíças ...!!! ( POBRES IMBECIS) , em troca venderam os seus emigrantes, mamadores e não mamadores.
     E enquanto AS OVELHAS da frente do rebanho em Portugal, nunca saberão quem cá branqueou Capital, porque está sob Códigos bem secretos, os Suíços com a maior das facilidades, têm acesso as contas das OVELHAS de traz do rebanho cujo CÓDIGO É BEM SIMPLES DE VERIFICAR. Basta ver se o focinho cheira a CU DE OVELHA ( Vulgo em português/N° de Contribuinte).
     PARA Informação DOS INTERESSADOS, OS PORTUGUESES RESIDENTES NA SUISSA FORAM VENDIDOS AOS SUÍÇOS PELO GOVERNO DE PORTUGAL. Esta Convenção foi assinada também pelos Espanhóis e Italianos mas estes dois Países avisaram os respectivos compatriotas. Eu tive tempo de me meter em dia antecipadamente, graças a um Espanhol.
     Ora como aqui se paga Imposto Sobre a Fortuna, aí estão os Portugueses a pagar na Suissa imposto sobre a propriedade em Portugal. E vão continuar a pagar o IMI. O curioso disto tudo é que em Portugal ninguém sabe nada, nem explicar nada.
     Assim, hoje é o ÊXODO da Helvética Prometida, são às dezenas de milhar a fugir prá terrinha lusitana. Alguns quando souberem que perdem tudo, vão-se matar. Foi feita mesmo aqui uma Lei em 2016, para punir os mamões.
    Se o Joaquim Jorge entender que é de interesse, eu posso enviar a respectiva Lei traduzida. Ela diz que quem recebeu injustamente, tem que devolver tudo e pagar multa. Se não têm aqui com que pagar, vão-lhes dizer que vendam o que têm em Portugal, para pagar. Se não tiver em lado algum é PRISÃO. A seguir à prisão UM ANO, é expulso da Suíça por um mínimo de 5 anos. Em todo o caso o Registo Criminal, leva uma anotação de Crime de Falsificação de Documentos. * FAUX DANS LES TITRES*. O montante mínimo da mamada para ser executado são 3,000.00 (três mil Francos).
     CAROS COMPATRIOTAS, FUGIR NÃO VAI RESOLVER O PROBLEMA ... Sugiro aqueles que eventualmente me leiam, se o problema não for muito grave de optarem por resolver.  Eu, como Membro da Comissão de Integração das Comunidades Estrangeiras neste Pais, é o conselho que tenho dado aqueles que me consultaram. Perguntava-me um Funcionário, um dia destes, quando lhe fui pedir ajuda para um compatriota, se eu agora estava na (desintegração)!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário