05/06/2017

O Partido Socialista na encruzilhada autárquica.



António Fernandes 
No XXI Congresso Nacional do Partido Socialista foram aprovadas diretrizes politicas de extrema importância a que muitos não deram, nem dão, a devida atenção e respetiva importância.

Desde logo que, o Congresso Nacional é o Órgão deliberativo de todas as grandes linhas de orientação politica para o Partido Socialista e da sua conduta na politica nacional, o que pressupõe a orientação ideológica.

Nesse Congresso Nacional venceu a eleição para Secretário-Geral, António Costa com a sua moção "Cumprir a Alternativa, Consolidar a Esperança".

Sendo que, a moção "Resgatar a Democracia", título e objetivo de um documento que defendeu círculos uninominais e um processo de refiliação no partido socialista, se encontraram outras formas de olhar a escolha de lideres e de candidatos pela via de "eleição direta" entre outras soluções politicas.
Orientações que se presume terem sido descartadas no Concelho de Braga, como descartados tem sido alguns dos mais proeminentes miltantes naquilo que deveria ser o trabalho partidário. Que, no caso dos militantes do partido, essa coisa... do conhecimento acumulado conhecida por nowall pessoal, não é coisa que se deva tratar, por coisa descartável, na justa medida em que o Partido Socialista lhes deve todo o percurso histórico feito até hoje.

No Concelho foram anunciadas “mudanças sem ligações ao aparelho partidário”; “abrir o partido às plataformas de cidadãos que têm opiniões livres”; “está na altura de o partido deixar de estar fechado sobre si mesmo”; entre outras afirmações, que trouxeram para a ribalta politica Concelhia expetativas que auguravam, em determinados ciclos, mudanças revolucionárias na estrutura partidária, o que não aconteceu.

Aquilo que aconteceu a seu tempo o tempo se encarregará de melhor explicitar para que todos juntos consigamos perceber os sinais dos tempos e da História.

Dito o acima escrito importaria, a meu ver, que é coisa de somenos importância, refletir sobre os motivos e as causas, coisa com importância acrescida para a vida e continuidade do Partido Socialista no Concelho, sem qualquer espécie de preconceito xenófobo ou outro, quiçá, realizar um seminário sobre o futuro do partido e da sua representatividade, assim como a sua influência junto das forças vivas da cidade e de todo o espectro social.
Uma condição de importância extrema para o resultado no dia 1 de outubro em contraciclo com os julgamentos a fazer no dia 2 de outubro porque as pessoas diretamente afetadas pelos resultados serão os cidadãos desta cidade com dois mil anos de História que não adianta rejeitar porque a História, respeita-se. Sempre!

O Partido Socialista é uma organização em associação de cidadãos com objetivos políticos sociais claros publica e internacionalmente conhecidos:
- Liberdade, Igualdade, Fraternidade como Metas Coletivas;

Por isso, as metas para uma gestão coerente do Município estão traçadas. 
 A forma de as concretizar é que carecem de ideias com que a população se identifique e reveja.

Sem comentários:

Enviar um comentário