18/03/2017

Braga, cidade bimilenar. Aprender é do interesse da inteligência.



António Fernandes 
Aprender é um exercício constante mesmo quando se ensina.
Ou será que aprendendo ensinando, já deixou de fazer sentido?
Não me parece.
Aquilo que me parece é que quanto mais sabemos, maiores necessidades sentimos em aprender a lidar com esse saber acumulado.
E, como sabemos, a cidade de Braga, Braga simplesmente, sem a sumptuosidade nem a pompa de Augusta, é uma cidade em permanente efervescência.
É uma cidade bimilenar que é orgulho dos seus cidadãos desde sempre.
É uma cidade localizada no centro de um eixo estratégico de confluências várias: transporte aéreo, aeroporto Sá Carneiro e aeroporto de Vigo; transporte por via marítima, porto de Leixões, Viana do Castelo e Vigo; infraestruturas viárias de ligação rodoviária ao Norte da vizinha Espanha; o Parque Natural da Peneda Gerês que se estende para Norte;
É capital de um dos Distritos em que a diversidade, e a biodiversidade também, são um privilégio. Em todos os domínios.
É uma cidade com um património cultural e Humano imponente na simbiose emergente.
É uma cidade aonde aprender ensinando se tornou regra na inovação e no desenvolvimento.
Por isso, quem se julga sabedor de tudo, corre o risco de se afundar na ignorância que o ridiculo provoca.
Foi o que aconteceu com Ricardo Rio e o seu séquito que munidos de sapiência absoluta se atolaram no primeiro obstáculo que enfrentaram: o eco parque das sete fontes. Ou, o eco dos sons com que profanaram a cidade em que nem o apego de fé de conveniência circunstancial disfarçou a duvidosa crença de que são enlevados nas lides da gestão autárquica.

É com a humildade necessariamente reconhecida de que até as pedras de uma qualquer calçada tem algo para ensinar, que um candidato ao Município de Braga saberá que as soluções para a cidade são as que a cidade e as pessoas que nela vivem sentirem em cada momento.
E que é o somatório dessas necessidades que ditará as linhas gerais de uma politica que deve ser de estratégias mas também de prevenção.

Sem comentários:

Enviar um comentário