24/03/2017

As certezas de uns são, muitas vezes, as incertezas de outros




António Fernandes
Não fora assim e, não haveria instabilidade.
Embora, muitas vezes, seja na instabilidade, que o Homem encontra as respostas que procura. Seja para o que for.
Até aqui, nada de novo.
O problema para a novidade é quando as certezas são redondas.
Quando acontecem, rolam sobre tudo o que lhes apareça pela frente.
A que acresce, quando essas certezas são redondas, em regra, rolarem sobre os primeiros obstáculos com que se deparam.
Ficam assim mais descansados os obstáculos que estiverem  na berma da estrada e aí se deixarem ficar.
As incertezas dos outros também podem ser redondas. Aquelas que nunca acreditam em ninguém. Nem em si próprios. Ao ponto de tenderem a reduzir essas incertezas em certezas que congeminam mas a que nunca dão saída.
No meio de tudo isto há um numero infindável de vitimas provocadas por essas certezas e incertezas redondas.
Vitimas que a sensibilidade redonda provocou ao longo da História e de cujo sangue sempre se alimentou.
Importa por isso reter que a vida dos Homens é feita de mudanças e nunca de certezas.


Importa também realçar que os maiores lideres foram sempre os que viveram em permanência, com incertezas.

3 comentários:

  1. Pela minha parte até ja li as Crónicas aqui do meu Primo Fernandes, do fim para o principio, na tentativa de compreender. Esta da "Roda", fico na dúvida se o meu Primo está a falar da invenção da roda, ou da roda do carro das vacas do meu Pai, montada em cima do XIDEIRO e com as cuinhas apertadas para chiar nas curvas, da Serra do Caramulo.
    Quando eu andei ao Bacalhau, diziam os meus colegas Gafanhenses: " Só perde quem têm. E quem não puder têr barcos que tenha Bateiras".
    *** Vai de roda, vai de roda, vai de roda e bate o pé...!!!
    Não hà vira mais bonito que o VIRA DA NAZARÉ...***
    Nelson Fernandes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Havia, naquele tempo, um meio de transporte muito comum.
      Não carecia de rodas porque estava muinido de quatro patas.
      Se para uns se tratava de um jumento, para outros tratava-se de um burro.
      Animal que, curiosamente, também tem muitas certezas redondas.
      Ao ponto de a teimosia lhe ser associada:
      - "És teimoso que nem um burro!"

      Nota final: nem de propósito.

      Eliminar