04/02/2017

Crónica de Genebra




Nelson Fernandes 
« O que faz falta é animar a malta … !!! »

     Os malteses na semana passada reuniram-se em Lisboa. (Seria bom que tivessem feito ao menos bom consumo, de bacalhau, vinho e Fado ...!!!). O tema da Reunião foi Trump e Brexit.
     Mas isto para animar a malta, nada melhor que ir até MALTA. E eles aí estão todos de novo os malteses em Malta. O tema desta vez é Trump e os Refugiados.
     Os políticos de palha que governam actualmente a  Europa, em vez de aproveitarem, a digamos: corrente negativa, que se instalou nos States e transformá-la em corrente positiva, aqui na Europa !!! Não!!! à viva força que hão-de dar ordens em casa alheia.
     É normal. Querem fazer aos States o que fizeram a todos os pequenitos Países da Europa. Abriram-lhes as portas para eles entrarem na CEE e a seguir, foram-lhes dar ordens em casa. Bonito !
     Mas vamos a Malta. Quanto a Trump, tenho dito. Todos a bater num por mais forte que seja, termina por sair batido da contenda. Mas com os Refugiados o problema é outro. E nem o Astérix sozinho ou acompanhado com todos os outros, têm solução para o problema, tanto mais que a definição do problema ( Refugiados é uma falácia).
     O que se trata na realidade é de uma Invasão Barbara da Europa, como aquelas que tiveram lugar, vão lá grosso modo mil anos. É uma repetição cíclica. Se o problema fossem os refugiados da Síria, há muito tempo que podia estar resolvido. Bastava para isso que os Países que alimentam os Rebeldes Sírios com armas, suspendessem o fornecimento. Também ninguém gosta de Assad ??? Historicamente tanto quanto leio, foram aqueles que hoje fornecem armas aos seus opositores, que delimitaram a Síria e criaram a Dinastia Assad.
     Dizia eu que os malteses, não têm solução, para a invasão Bárbara do Século XXI e explico porquê:
     Os Bárbaros dos séculos mil, eram Conquistadores, vinham apoderar-se de propriedade e vinham equipados com armamento, desconhecido na Europa desse tempo.
     Os Bárbaros de hoje são outros, E NÃO SÃO SÍRIOS...!!! são os filhos dos Países do Sul, que foram: A COMEÇAR POR PORTUGAL, Descobertos, Escravizados, Espoliados e depois Abandonados a sua própria e Malfadada sorte. E ESSES DESCENDENTES, DO NORTE COLONIZADOR E ESCRAVIZANTE, VÊEM HOJE PERCORRER O CAMINHO INVERSO, PARA RECEBER AO MENOS OS JUROS, DAQUILO QUE OS COLONIZADORES POR LÁ COLHERAM.
E ESSES BÁRBAROS DO SUL, VÊEM EQUIPADOS COM UMA ARMA FATAL, POUCO CONHECIDA NA ACTUAL EUROPA  E QUE DÁ PELO NOME DE:    “ FOME ...!!!”
     E para a FOME, não há Passaporte. O Hemisfério Norte do Globo vai ser invadido por esfomeados aos Milhões, os quais vão ultrapassar todas as barreiras e fronteiras, quais gafanhotos ...!!!
   Vão ser tantos que, na Europa, nem Mediterrâneo, nem arame farpado, nem fronteiras fechadas os vão segurar, ou manter à distância. E na América vai ser o mesmo. O Trump bem pode construir muros e barreiras. Eles vão atravessar ou contornar tudo. O Norte, pensou que colheita no Sul não acabaria nunca. ERRO ...!!! Em 2004 um Jornalista da RTP, entrevistou-me e eu deixei uma ideia do que Portugal  daquele tempo, deveria fazer, urgente: Enviar os milhares de Professores (em regime de voluntariado) que na altura (estavam no desemprego, em Portugal), para gratuitamente ensinar os Filhos das Ex-Colónias. Esses voluntários teriam direito a uma Diuturnidade, ao fim do Contrato. Ensinar gratuitamente esses milhões, de crianças que ainda conheciam um pouco, da hoje DEFUNTA Língua Portuguesa. A Suíça forma aqui e envia para vários Países do Mundo, técnicos sobretudo em agricultura, para ensinar aos Povos como trabalhar, cultivar a sua terra e sobreviver. Esse é o caminho a seguir. Se não forem tomadas medidas destas ou outras semelhantes, para que os Povos tenham que comer e se sedentarizem, brevemente os, entretanto Ricos Países do Norte, transformar-se-ão em actuais VENEZUELAS.

1 comentário:

  1. Excelente texto com um tema muito acertivo!
    Então, no que diz respeito ao ensino da nossa língua nas ex colónias, muitas vezes eu achei que se estava perdendo um oportunidade de ouro, e que outros ( a Espanha por exemplo...) tinham muito bem aproveitado. É lamentável o que têm feito com a nossa língua! Para completar a "tragédia", fizeram um acordo ortográfico que é mais um desacordo e vergonhoso.
    É no que dá, ter uma rapaziada (des)governando o país.

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar