19/11/2016

Artigo de opinião de Joaquim Jorge no JN


Facebook

Joaquim Jorge

As redes sociais tornaram-se um antro de cobardes e atrasados mentais em que a partir de um computador ou telemóvel sem que nada lhes aconteça insultam e vociferam sobre a maior infinidade de assuntos, fazem assassinatos de carácter e inventam coisas do arco-da-velha. A Internet propiciou a aparição de uma nova casta de seres virtuais, fúteis, com existência camuflada por detrás do anonimato.
Mas, também, permitiu o aparecimento no Facebook (FB) de uma casta de novos-ricos, de gosto duvidoso, gente que procura fazer alarde da sua vida privada e ser espampanante: o que come, onde está, das suas férias, a casa que habita, o que compra, o carro que conduz, declarações de amor pirosas, entre outros armanços.
Porventura, é um recalcamento de não saírem na Nova Gente ou na Caras. Andy Warhol, em relação a este fenómeno de mediatização, disse: "um dia, todos terão direito a 15 minutos de fama". Mas não é desta maneira parola e kitch.
O FB, se for bem utilizado, é um veículo de comunicação e divulgação útil e importante. Também de, denúncia de situações anómalas. Agora, para eu ver onde está um amigo, o que come, o que compra, com quem está. Por favor, eu vou ali e já venho. 

É por isso, que tudo que se torna acessível a toda a gente torna-se vulgar. As pessoas distinguem-se como gastam o dinheiro, mas também, como estão na vida e como usam a Internet.
Vivemos numa sociedade tecnológica para quem não está em rede ou não tem telemóvel é mal visto e passa a ter a conotação de ultrapassado.
Contudo há muita gente que não tem FB, e mesmo telemóvel. É o que acontece, com muitas pessoas discretas e que têm relutância no seu uso. Ou se tem FB usam-no com moderação, para poderem estar actualizados no mundo tecnológico. Outros têm o FB para uso profissional ou de carácter público - o meu caso, pelas actividades do Clube dos Pensadores.
Os portugueses são dos maiores utilizadores de FB, sempre foram uns "armantes" e fizeram de algo normal - um enorme estardalhaço.
Por outro lado, como diz Pacheco Pereira: "as redes sociais servem para gáudio de um público sedento de "espiolhar" os outros". É o voyeurimo e o exibicionismo, juntos no seu melhor. Por um lado, uns querem coscuvilhar e observar a vida alheia, por outro lado, outros querem mostrar à saciedade tudo que são e têm.
Parece uma peste "facebookiana" contagiosa que se refugia nas costuras da Internet que expandem a sua imbecilidade e delírios.
Somos assim e vamos morrer assim.

Fundador do Clube dos Pensadores

*escrevo ao abrigo do antigo AO

1 comentário:

  1. Houve três momentos, na História recente do Mundo, que contribuiram definitivamente, para o " Levantar Vôo" Da Face no Book e das outras Redes Invisíveis e que descomandaram TUDO !!!
    1° - A Eleição de Barack Obama vão lá 8 anos.
    2° - A Reeleição do dito hà 4 anos.
    3° - A recente Eleição do MUNDIALMENTE QUERIDO, DONALD TRUMP.
    Não se preocupem. Eu penso que brevemente vamos vêr algures,sêr Eleito, não um Homem GÉNERO MASCULINO, nem tão pouco uma Mulher GÉNERO FEMININO, Nem um HOMOSEXUAL, nem um TRAVESTI, mas um outro TIPO DE HUMANOS AINDA POUCO DEFINIDO o qual está a sêr muito discutido aqui para estes lados francofonos que dá pelo NOME DE GÉNERO NEUTRO:
    Ora como Portugal é a Cobaia das Ideias PARIDAS, pelas astéristícas mentes francêsas, não me admiraria nada que o primeiro dirigente Politico pertencente ao GÉNERO NEUTRO, viesse a sêr eleito em Portugal.
    Até lá, ao ataque à FACE NO BOOK.
    Em tempos idos as Biblias apanhadas em mãos de energúmenos, eram-lhes retiradas e queimadas.
    Vão lá agora CENSORES !!! queimem o FB, o GOOGLE e as centenas de todos os outros semelhantes...!!! Organizem aí umas Cruzadas...!!!
    Mas meus Caros Leitores continuamos como na Idade Média. Os Parâmetros são outros, mas o ANALFABOOKISMO, mantém-se.
    É bem isso como diz,J.JORGE. Não estar na rêde é a mesma coisa que não fazêr parte de Género nenhum, tão pouco do NEUTRO.
    Achei Curiosissímo, vão la dois dias as Autoridades Alemãs a confiscarem CORÕES, com o intuito de prévenir O " PROSILETISMO ".
    Em que Mundo vivemos nós ...???
    Caros Leitores " facebookianos", Façam uma experiência:
    Escrevam lá no book uma "pêta" qualquêr, tipo 1 de Abril.Mandêm aos Amigos.
    Noutro momento escrevam uma Verdade, que o sêja mesmo e vêjam o resultado ...!!!
    EM TEMPOS IDOS EM PORTUGAL, ERA A PÊRA (NO QUEIXO) QUE SE DEIXAVA CRESCÊR PARA UMA VÊZ MADURA, ENVIAR AOS AMIGOS...!!!
    Mas os tempos mudam, ai se mudam.
    Nelson Fernandes
    19.11.16

    ResponderEliminar