22/05/2016

José Rodrigues dos Santos



José Rodrigues dos Santos numa entrevista ao Jornal I , refere-se a vários assuntos : livros, dívida portuguesa, televisão, etc..

As páginas tantas fala sobre comentadores na televisão e diz ," o modelo de políticos a comentar sempre foi, na minha opinião, um embuste".

Eu nunca entendi porque um político, no activo que defende interesses partidários , é comentador. Por outro lado, alguns chegam mesmo  a ter espaço nos jornais com colunas de opinião.  Ganham dinheiro com o que dizem e escrevem.

Como ex-políticos ainda aceito, que podem passar a comentadores. Estão aparentemente livres, apesar que, muitos continuam a alimentar esperanças de voltar e de se manterem na ribalta. Agora estando na política activa com interesses partidários, e não só,  não chegando o espaço que têm na comunicação social, ainda ficam com mais espaço.

Os comentadores deveriam ser pessoas como Morley Safer , jornalista da CBS que fazia "60 minutos". Homem isento e sem partido. É importante pessoas independentes que tragam uma perspectiva diferente e sem interesses. 

O que diz Rodrigues dos Santos, também, é uma das causas das pessoas cada vez menos verem debates na televisão, sempre com os mesmos e com a maioria dos partidos políticos. E, quem representa a sociedade civil? E quem representa quem não vai votar? À volta de 50% dos portugueses que não se revê nesta forma de fazer política...

JJ

6 comentários:

  1. O José Rodrigues Dos Santos está bem posicionado, para saber do que fala. Considero um sinal encorajante, tanto mais que, MALGRADO A LIBERDADE A QUE PORTUGAL TEVE ACESSO COM O 25 DE ABRIL, Homens e Mulheres na Posição dele quando abriram a boca para dizêr verdades, foram CENSURADOS E POSTERIORMENTE SANEADOS. Um Bravo ao JRS.
    Nelson Fernandes

    ResponderEliminar
  2. Saio à cena só para dizer que José Rodrigues dos Santos: devia ser como Morley Safer mas não é.
    Caso contrário, não se propunha a ter dislates propositados, e, depois vir com cara de consociável pedir desculpas.
    Inocêncio Matos

    ResponderEliminar
  3. Meu caro isso foi em relação aos livros que escreve não em relação ao comentário politico...

    ResponderEliminar
  4. Ao analisar esta foto que o J. JORGE escolheu para ilustrar o Artigo, até me dá a impressão que o José Rodrigues Dos Santos, já vai a Bordo duma Nave Espacial destino talvêz a Marte.
    Nelson Fernandes

    ResponderEliminar
  5. Caro JJ. Concordo plenamente contigo e com o Jornalista JRS. Até mesmo ditos ex-políticos, como Paulo Portas, que ao que parece, vai ser comentador, cujo único objetivo é preparar a sua candidatura à Presidência daqui a 10 anos e vai começar agora. Uma vergonha, porque é apenas o seu interesse privado.

    ResponderEliminar
  6. Pois com certeza; que há anos que me indigno com esta situação!
    O mais irritante, é ver os que acabando de deixar o país de rastos, logo lhes é oferecido ( pagando-lhes ainda por cima...) um "palco", onde se podem com toda a demagogia barata desculpabilizar de todas as asneiras que fizeram!
    Uma vergonha, mas ter vergonha é coisa que agora não se usa e sobretudo a nossa classe politica desconhece.

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar