25/05/2016

Foto






Jose Villarroel, 25, left, waited for hours in the emergency operating room of Luis Razetti Hospital after he was stabbed in Puerto La Cruz, Venezuela. The country’s economic crisis has exploded into a public health emergency, claiming the lives of scores of Venezuelans. The state-run hospital periodically lacks water and electricity and does not have basic equipment to treat the ill.

Meridith Kohut for The New York Times

4 comentários:

  1. O que fizeram a este país!!
    Autênticos canalhas e que não largam o poder...! Outro grande exemplo de um partido socialista fascista.

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar
  2. É algo de criminoso e indecente o comportamento da comunidade internacional diante de um maluco que comete tantos crimes.

    ResponderEliminar
  3. Nós em PORTUGAL temos ( Uma ave imensamente linda) que se chama FIGO MADURO...
    Os VENEZUELANOS, resta-lhes o "MADURO".
    QUANTO AO FIGO O JOSé SÓCRATES E O HUGO CHAVES, PAPARAM-O.
    Nelson Fernandes
    Genébra 28.05.16

    ResponderEliminar
  4. EU FUI OPERADO NO HOSPITAL DE ARROIOS,EM PLENO REGIME DE SALAZAR. NUNCA LÁ VI COISA ASSIM. EMBORA FOSSE UM SIMPLES PORTUGUÊS, FUI TRATADO COM HUMANIDADE.OUçO DIZER QUE HOJE, COM DEZENAS DE ANOS DE LIBERDADE,HA SITIOS EM PORTUGAL QUE SE APROXIMAM DA VENEZUELA DO MADURO.
    FUI POR TRES VEZES ADMITIDO AO HOSPITAL DE S JOSE FUI ASSISTIDO E SAI DE LA VIVO. HA POUCO TEMPO MORREU LA UM JOVEM DAS CALDAS DA RAINHA, POR FALTA DE
    ASSISTENCIA.
    VIVA PORTUGAL.
    NELSON FERNANDES
    GENéBRA 28.05.16

    ResponderEliminar