03/03/2016

Segurança Social : dívida



A lista de devedores à Segurança Social vai voltar a ser pública segundo o JN.
Em 2014, a dívida bruta à Segurança Social era de dez mil milhões de euros, ou de 3,9 mil milhões se se considerar só a dívida que estava em condições de ser cobrada.

Depois durante anos só se fala da função pública e dos funcionários públicos. Um funcionário público não pode , de modo algum, fugir ao fisco e aos impostos.

Todavia muitos funcionários privados recebem contribuições sem serem tributadas , assim como, muitos empresários não pagam à Segurança Social. É uma questão de justiça e transparência pagar o que se deve.Por outro lado, muitas empresas ficam com os 11% de descontos do salário dos trabalhadores, mas não os entregam à Previdência.

Uma vergonha e um desaforo. Esta divida ( 10.000 milhões) é 1/7 do que a troika nos emprestou ( à volta 70.000 milhões).

Por estas e por outras é que há tendência de quem é do privado se virar contra a função pública e os funcionários públicos , para não se falar deste buraco brutal.

Depois não há dinheiro para os reformados da Segurança Social!

JJ

2 comentários:

  1. no FB
    ---

    Paulo Marinho Tavares 78 MM €
    Gosto · Responder · 6 h
    Joaquim Jorge
    Joaquim Jorge Obrigado. O que interessa é ter a noção da dimensão da dívida...
    Gosto · Responder · 1 · 6 h
    Luís F. Vieira
    Luís F. Vieira Repesco apenas a última frase: "Depois não há dinheiro para pagar (creio que seria a palavra pretendida...) aos reformados da Segurança Social.". Uma das ideias que o poder político tem veiculado é a de que a população activa - e hipoteticamente mais n...Ver mais
    Não gosto · Responder · 1 · 2 h
    Joaquim Jorge
    Joaquim Jorge Mas a questão é se muitos patrões sem escrúpulos nao fizessem falcatruas e com esse dinheiro compram bens e bons carros. O lema empresa pobre patrão rico.
    Gosto · Responder · 1 · 2 h
    Luís F. Vieira
    Luís F. Vieira Também é, mas não é só, infelizmente, meu caro Joaquim Jorge. Mas claro que subscrevo, sem hesitações, as suas palavras!
    Gosto · Responder · 2 h
    Joaquim Jorge

    Escreve uma resposta...
    Escolher ficheiro
    Carlos Castela
    Carlos Castela Já agora, aborde a questão dos recibos verdes... deve ser interessante.
    Gosto · Responder · 8 min
    Joaquim Jorge
    Joaquim Jorge É um assunto que tenho que investigar mas muito importante. Vou tratar disso. Recentemente saiu um artigo meu, no JN, sobre desempregados que tiveram que se reformar. Obrigado pela sugestão.
    Gosto · Responder · 1 · Agora mesmo · Editado
    Carlos Castela
    Carlos Castela Um abraço! Eu é que agradeço.

    ResponderEliminar
  2. no FB
    ---

    Paulo Marinho Tavares 78 MM €
    Gosto · Responder · 6 h
    Joaquim Jorge
    Joaquim Jorge Obrigado. O que interessa é ter a noção da dimensão da dívida...
    Gosto · Responder · 1 · 6 h
    Luís F. Vieira
    Luís F. Vieira Repesco apenas a última frase: "Depois não há dinheiro para pagar (creio que seria a palavra pretendida...) aos reformados da Segurança Social.". Uma das ideias que o poder político tem veiculado é a de que a população activa - e hipoteticamente mais n...Ver mais
    Não gosto · Responder · 1 · 2 h
    Joaquim Jorge
    Joaquim Jorge Mas a questão é se muitos patrões sem escrúpulos nao fizessem falcatruas e com esse dinheiro compram bens e bons carros. O lema empresa pobre patrão rico.
    Gosto · Responder · 1 · 2 h
    Luís F. Vieira
    Luís F. Vieira Também é, mas não é só, infelizmente, meu caro Joaquim Jorge. Mas claro que subscrevo, sem hesitações, as suas palavras!
    Gosto · Responder · 2 h
    Joaquim Jorge

    Escreve uma resposta...
    Escolher ficheiro
    Carlos Castela
    Carlos Castela Já agora, aborde a questão dos recibos verdes... deve ser interessante.
    Gosto · Responder · 8 min
    Joaquim Jorge
    Joaquim Jorge É um assunto que tenho que investigar mas muito importante. Vou tratar disso. Recentemente saiu um artigo meu, no JN, sobre desempregados que tiveram que se reformar. Obrigado pela sugestão.
    Gosto · Responder · 1 · Agora mesmo · Editado
    Carlos Castela
    Carlos Castela Um abraço! Eu é que agradeço.

    ResponderEliminar