19/03/2016

Brasileiro sem rumo



Arthur Reis Cordeiro
Trabalhar incansavelmente com a esperança de algum dia ter algo melhor na vida, porém ao fim de cada mês notar que mesmo com tantos esforços, ainda assim, não possuir recursos suficientes nem para sustentar a si mesmo. Essa é a triste realidade de um povo guerreiro, alegre, e que jamais desiste de suas batalhas, porém também um povo alienado, coagido pelas falsas informações trazidas na mídia, e sem a consciência dos verdadeiros problemas que se passam na pátria.
Sempre reclamamos por tudo e achamos que tudo isso não pode piorar, porém a cada dia que se passa nos sentimos com uma maior dificuldade de manter a sobrevivência, tudo isso nos diversos sentidos, como a falta de educação, que forma cada vez mais brasileiros que não possuem a capacidade de serem um ser critico, e assim sendo seres humanos facilmente controlados por ideias impostas pelos seus governantes. Além disso, a falta de saúde que nos apresenta cada dia mais uma nova doença, nos pondo em condições de terror por não nos sentirmos seguros com a vida.
Os políticos já não sabem mais falar em adição, suas novas reformas se consistem apenas em subtrair o que já temos, fazendo com que os brasileiros gastem a maior parte de seus ganhos em impostos para suprir o país que diz sempre estar quebrado, porém que fere todos os princípios da gestão pública, beneficiando secretamente uma pequena parte sem se importar com o coletivo, ou seja, enquanto nosso povo está passando por um grande caos, os nossos governantes simplesmente ostentam com toda essa verba desviada para conter seus desejos próprios.


Grande parte diz que a culpa de estarmos nessas condições seria responsabilidade dos nossos próprios atos, pois somos nós que colocamos no poder pessoas erradas. Porém essa questão deve ser repensada, pois não há disponibilidade de pessoas realmente capazes de assumirem o poder sobre a nação, e dessa forma o povo se sente confuso do que fazer e de qual lado ficar, pois ambos os lados são ruins, e assim temos um povo sem rumo, que se encontra em uma situação de plena confusão de diversos sentidos.

Arthur Reis Cordeiro
estudante brasileiro, 17 anos, do Rio de Janeiro , Santa Cruz , cursa Administração

Sem comentários:

Enviar um comentário