15/12/2015

Clube dos Pensadores ( CdP) retoma os debates presidenciais com Paulo Morais


HOJE

foto Clube dos Pensadores: Paulo Morais
Joaquim Jorge, fundador do Clube dos Pensadores convidou Paulo Morais, candidato presidencial, para estar presente no dia 15 de Dezembro, terça-feira, pelas 21h30 no Hotel Holiday Inn em Gaia.

O CdP retoma os debates presidenciais com Paulo Morais depois de ter comemorado o 100.ºdebate com Pires de Lima. O CdP já recebeu  vários candidatos presidenciais: Sampaio da Nóvoa; Alberto João Jardim (entretanto desistiu); Henrique Neto; Maria de Belém. Contínua a aguardar o agendamento do dia, por Marcelo Rebelo de Sousa que já comunicou a sua  disponibilidade para estar presente. Entretanto o CdP encetou diligências para ter Marisa Matias do BE e Edgar Silva candidato do PCP.

Paulo Morais foi o primeiro a formalizar a candidatura às eleições presidenciais ao entregar  mais de 7.500 assinaturas no Tribunal Constitucional. Estão na corrida à presidência da República mais de 20 candidatos. A formalização de candidaturas decorre até 24 de Dezembro de 2015, ou seja, até 30 dias (um mês) antes da data da realização das eleições presidenciais. A campanha eleitoral irá decorrer entre 10 e 22 de Janeiro de 2016. As eleições presidenciais realizam-se no dia 24 de Janeiro de 2016.

Paulo Morais antigo vice-presidente da CM Porto num executivo presidido por Rui Rio sempre teve como sua prioridade  o combate à corrupção. Por outro lado, o CdP tem como lema a independência de cada cidadão face a interesses instalados e a liberdade de expressão livre de amarras. Sem independência económica não há independência individual e liberdade de expressão.

Paulo Morais não tem o apoio de nenhum partido, apesar de ter sido até há pouco tempo militante do PSD. O CdP aprecia as eleições presidenciais que têm que ver com uma decisão individual e não dos partidos políticos.  Uma candidatura presidencial é proposta por um grupo de cidadãos ( um mínimo de 7 500 e um máximo de 15 000 cidadãos eleitores).A política portuguesa tem que deixar de estar dominada pelos partidos políticos e estar mais aberta aos cidadãos.

O CdP sempre foi  a favor do debate de ideias, pela dignidade dos cidadãos, contra as injustiças e pelo combate contra os privilégios. Deste modo, será uma oportunidade para Paulo Morais tomar a palavra e divulgar as suas ideias.

 Joaquim Jorge

Sem comentários:

Enviar um comentário