17/10/2015

Furacão Antony




Depois das eleições legislativas , o resultado dado pela opinião dos portugueses foi sarcástico. Deu uma vitória à coligação PàF, mas os portugueses, no fundo, castigaram a coligação,  mas também o PS. Castigaram a coligação , zangados com o excesso de austeridade, mas não confiaram no PS, apesar do bom scoreainda com muito de Sócrates. Não deram maioria a nenhum deles e, por ironia, pedem para se entenderem , PS e PSD/CDS , sabendo que não se dão nada bem. 

Mas, no meio disto tudo, sobressai um António Costa que na noite das eleições parece que tinha ganho. António Costa foi exímio na arte de saber perder e tem feito um  bluff incrível , mas não pode durar para sempre.

Portugal que teve o ex-furacão Joaquin  com chuva e vento forte que não passou de um alarme infundado. Somos um país que nem categoria tem para ter um furacão a sério .

Mas na política portuguesa temos o furacão Antony com ventos da direita e  agora mais de esquerda que podem provocar várias perturbações em Portugal. 

Vamos ver quando este ciclone passar qual vai ser o rescaldo dos danos causados.

JJ 

2 comentários:

  1. Olá Joaquim. Boa comparação, mas..... Até porque furacão a sério há sim e é Joaquim, só que também Jorge, uma lufada de ar fresco de cidadania...
    Abraço

    Mário Russo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Risos . Obrigado. Tu também tens contribuído para este ciclone : )

      Eliminar