15/08/2015

E, LÁ VAI MAIS UM...!



Hercília Oliveira 
Mais um resgate financeiro para a Grécia.
E, como era previsível, todas as reivindicações   e ameaças, caíram por terra.
Tsipras , que  tanta  arrogância  tinha  e tudo  recusava, chega  ao  ponto  de dizer que foi a  melhor solução, e que não havia outra forma de resolver o problema de que o país padece.
Mas até havia...!
 O Syriza não é culpado da desgraça a que a Grécia tinha chegado quando eles se candidataram a ser governo, é verdade...; mas que foi com as atitudes e ideologias levianas, acompanhadas de agressividade e ameaças que eles usaram, que a situação da Grécia se agravou e ficou bem mais difícil de resolver, também é verdade!
Todo o tempo perdido com as atitudes por eles adoptadas e adiamento das soluções possíveis, agravaram a situação económica e bancária da Grécia  de uma forma tão dramática, que quer o país, quer a Banca...,  dificilmente algum dia encontrarão uma solução.
E, não me admirará nada, que daqui a poucos meses, a Grécia voltará a estender a mão  à "caridade" .Assim  como..., não tenho grandes dúvidas, de que toda a Europa, vai sofrer as consequências desta situação.
E, entretanto, Varoufakis deve pedir aos Deuses todos os dias, para que ele ganhe a razão que nunca teve. O  que ficará para a história desta tragédia grega e o personagem Varoufakis..., foi do mal que ele causou ao país com as suas leviandades, e a cobardia que demonstrou ao abandonar o" barco" nos dias de tempestade.
Quanto aos camaradas portugueses que os apoiavam e exigiam que Portugal seguisse o mesmo caminho do Syriza, já não são Syrizas e já ninguém os ouve defender esse mesmo caminho!; passou-lhes todo o entusiasmo!
Então o  Costa, coitado..., se em qualquer assunto ou medidas que defende passa a vida mudando de opinião..., no que diz respeito ao Syriza e do que ele defendia, Costa teve um comportamento de autentico  "cata- vento...!"
Talvez por isso, é que faz a triste figura com  que todos os dias nos brinda e já nem nos surpreende. O cata- vento nunca está virado para o mesmo rumo, é conforme o vento sopra. assim é António Costa.

1 comentário:

  1. As ideologias partidárias e suas reivindicações não são solução actualmente ( discursos vazios, mentirosos e mascaram os interesses dos filiados e amigos ), está na altura de evoluir para sociedades que possuam como pilar absoluto " o bem estar da comunidade " ,isto é, o indivíduo é importante através da sua inteligência e individualidade mas a trabalhar para o bem estar comum, deixando de parte o seu lado econômico e capitalista. O estado deveria ser representado por pessoas exemplares de vários sectores da sociedade, serem bem remunerados e sem puderem exercer qualquer outra actividade para não haver conflito de interesses. Os cancros instalados na sociedade são os mesmos de sempre que relatam a nossa pequena história , dinheiro, corrupção e propriedade privada transferida ao longo do tempo para apenas alguns.
    As regras impostas pelos credores aos países mais debilitados economicamente não são nenhuma solução , além de não serem aplicadas e mesmo que o sejam vão levar os problemas de base para uma outra dimensão no futuro, transformando o poder de decisão interno num vazio grotesco, pois não vai haver nada para decidir ou opinar, pois o poder estará nas mãos de alguém !! Este " alguém" e o que realmente me incomoda, pois não se sabe verdadeiramente quem são os acionistas das empresas. A magia do capitalismo sem regras é esta capa invisível que permite tudo , caminhando para mais uma escravidão com correntes ( dívida individual e colectiva/ trabalho ) e enganando o povo com as mesmas armas que se usavam no tempo dos romanos e medieval : instalação do medo ( guerra/terrorismo), consumismo/diversão e falta de cultura e verdadeira informação . Este último aspecto é muito importante, pois apesar de haver total acesso à informação ( aparentemente) está e controlada/vigiada e viciada , o clube e mesmo um bom exemplo disso, pois a verdadeira opinião emitida e informação é vítima de variados tipos de críticas e obstáculos por parte dos poderes invisíveis .
    O que levou a esta crise grega e países do sul e a falta de regras básicas de uma sociedade viável , regras que foram retiradas de propósito para haver endividamento , que aconteceu depois de retirarem os pilares das suas próprias economias, nada acontece por acaso. O problema é bem maior do que a questão " viver acima das próprias possibilidades", seja individualmente ou colectivamente.

    R.Veloso

    ResponderEliminar