21/07/2015

OS NOVOS CONCEITOS DE: SOLIDARIEDADE, CHANTAGEM E HUMILHAÇÃO INVENTADOS PELOS NOVOS DEUSES GREGOS...!



Hercília Oliveira 
Não sei se, por causa do novo acordo ortográfico(!!), ou porque os conceitos também estão alterados; o que sei, é que anda ´por aí uma confusão" imposta" por alguns solidários com os gregos, que certos conceitos são agora utilizados com um sentido oposto ao que sempre conheci e aprendi.
Dizem os gregos, e quem os "entende"...,( já que eu me vejo grega para os entender...), que foram chantageados; humilhados; e que a Europa não foi solidária...!
Então vejamos:
Os gregos chantagearam todos os países que com eles não concordavam, e os credores de quem dependiam.
Humilharam os que lhes faziam frente, e as organizações de quem dependiam para sobreviver, e tudo isto na praça pública.
A UE, já lhes deu toda esta solidariedade:
1º resgate em 2010- 110  milhões
2º resgate em 2012-130 milhões

Em 2012 reestruturação da dívida, com perdão da dívida de 107 milhões ( à custa de credores e privados incluídos)

2015- ELA ( Ajuda de Liquidez de Emergência), de 90 milhões
2015- 3º resgate (em discussão), 86m milhões do MEE ( Mecanismo Europeu de Estabilidade)

Em 5 anos: 523 milhões!!! Equivale a três vezes o nosso PIB, e tudo à custa do esforço dos outros...

Aldrabaram as contas, recusaram sempre fazer as reformas mais que necessárias e que continham privilégios vergonhosos em qualquer sociedade dita democrática e minimamente justa.
Aceitaram um acordo, que foi a única forma de tentar ajudar o país no imediato, que com a leviandade do Syriza ainda mais piorou; e não, ( como dizem alguns...) lhe foi imposto.
E, com isto tudo..., ainda se queixam de chantagem, humilhação e falta de solidariedade...!!??
Pelos vistos, e já que não só os gregos, mas também alguns portugueses, que defendem estes pontos de vista, para eles... ser solidários é continuar a manter esta Grécia que é um poço sem fundo.
Como pode a Grécia se queixar, senão de si própria:


Reformas aos 57 anos ( Portugal 66)
Mas..., com 50 anos as mulheres e os homens aos 55 podiam pedir reforma antecipada para profissões de risco (!!??), tais como: agricultores, cabeleireiros, carteiros taxistas, e algumas mais (todas profissões de alto risco, que pelos vistos os gregos são seres muito frágeis...) e em geral, todos filiados no partido. Todos alegavam motivos de saúde, mas depois..., iam trabalhar para outros empregos. Um paraíso grego...!
Têm quatro vezes mais, professores que a Finlândia!!
Se fosse aqui a enumerar, mais algumas "pérolas gregas" que por lá abundam, este texto seria demasiado longo...!
Mas há gregos, que também não são "solidários"
Petros Markaris, um dos mais conceituados escritores gregos:
" Angela Merkel, não criou esta situação. Se a Grécia está como está, não é por culpa da Alemanha, nem dos outros países da zona euro. É culpa nossa".
Li, escrito por um jornalista em um qualquer jornal, que não tomei nota do nome, e que assino por baixo:
" A cabeça oca dos senhores do Syriza exclusivamente reservada ao fanatismo ideológico, serviu à implantação de uma ideia: chantagear a Europa, para garantir o eterno patrocínio da incúria grega, ou destruir o sistema..."

1 comentário:

  1. Se o pagamento de uma divida, mata o devedor, nunca se recebera' o dinheiro de volta. Se pagar 200 por mes, durante 10 anos e' insuportavel, que se pague em 25 anos 100 por mes. Ate' um merceeiro entende.
    A bandalheira criada ao longo de decadas na Grecia( nao esquecer Portugal tambem) foi protagonizada pelos partidos de direita. Essa bandalheira, era do conhecimento dos agiotas que agora querem tudo de uma vez. Quando andavam a emprestar as suas poupancas aos viciados na heroina, nao liam os sinais? E continuaram a emprestar? A sra nao e' ninguem para se exprimir sobre democracia, defendendo as ideias obtusas de fascismo, que a caracterizam.

    ResponderEliminar