11/06/2015

O ERRO DE SÓCRATES




 O ERRO DE SÓCRATES é acreditar que a sua libertação em Setembro, em plena campanha eleitoral, o vai consolidar no seu estatuto de mártir nacional. Há, do ponto de vista processual e do ângulo político razões para que se possa sentir assim. Mas o jogo não é a preto e branco e o que Sócrates faz só é importante para ele. O PS não tem nada de agradecer a Sócrates este calvário, esta passio que o antigo PM está a criar - voluntária e involuntariamente.
Costa não precisa nada deste folclore. A estratégia que pensou, no entanto, não vai resultar, porque Sócrates insiste em continuar como figura activa na vida política. O cartaz de Lamego é disso exemplo. Será a única coisa importante no 10 de Junho, caso a cavacal figura não desmaie outra vez.
Pior, no entanto, é se em Setembro Sócrates continuar preso. Aí, sentido nas paredes do cárcere o frenesim da campanha, não se calará um dia, apagando Costa, atropelando Costa, mutilando Costa.
Pior só se isto tivesse sido tudo pensado por alguém, que tivesse pago para ver, mesmo perdendo no fim.

João Vasco Almeida 


1 comentário:

  1. O cartaz, também está errado.
    O verdadeiro cartaz é:

    " JOZÉ SÓCRATES SEM PRE, NA CADEIA"

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar