15/04/2015

Joaquim Jorge e Nuno Ramos de Almeida, juntos



O debate com Joana Amaral Dias foi muito interessante e com um discurso diferente.
Mas, para além da presença, de Joana Amaral Dias foi aparentemente insólito, contudo pedagógico, a presença de Nuno Ramos de Almeida,fundador do AG!R e activista do movimento «Que se lixe a troika», sendo mentor das várias "grândoladas"  pelo país, tendo uma delas, culminado com a interrupção do ex-Ministro Miguel Relvas no Clube dos Pensadores . Essa manifestação ficou famosa pelo eco na imprensa desse protesto, e depois, pela consequente queda do Ministro Relvas.Por outro lado, gerou uma acesa discussão na sociedade portuguesa, por colocar em causa o direito de reunião ao ser feita uma manifestação num local livre e aberto à opinião diferente.

Passada esta fase, ver lado a lado, Nuno Ramos de Almeida e Joaquim Jorge não deixa de mostrar algo em democracia, não muito comum em Portugal: tolerância; respeito pelo outro; princípios; valores; educação; sem ressentimento.

Foi muito agradável falar com Nuno Ramos de Almeida e perceber, no fundo, tudo o que se passou na altura. Por fim, do seu novo projecto no Ag!r.

Boa sorte e foi um prazer ter alguém no Clube, que não tinha muito boa impressão deste espaço devido a um dos nossos convidados. Registamos por parte de Nuno Ramos de Almeida, até, palavras de simpatia e apreço por este projecto. Bonito!

CdP

2 comentários:

  1. E com essa atitude, o Clube dos Pensadores, na pessoa do Joaquim Jorge
    deu uma lição de verdadeira DEMOCRACIA!!

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar