19/04/2015

Crónica de Genebra



Nelson Fernandes 
Antes de começar a redigir a minha crónica de hoje, fui consultar três Documentos, cuja análise eu considero de grande pertinência, para o Cidadão que se põe questões, poder compreender e posicionar-se no Mundo em que vivemos hoje e que nos espera amanhã.
1. A Bíblia. A tentação de Jesus Cristo, Segundo S. Mateus. Cp. 4 Vers. 1-11.
2. O Leviathan. Thomas Hobbes. Causas da dissolução do estado. Cp. 17.
3. Estatística da evolução demográfica Mundial. 1950-2014.
É verdade que nos dias de hoje a única coisa que atrai o Homem é a corrida desenfreada à procura do meio mais rápido de atingir o amanhã. Todos os meios são bons para viajar através do tempo. E tudo puxa o homem para a frente, porque o amanhã é que é bom. O meu Querido Leitor, já pensou p. Ex. na agonia da espera, que saiam os n°s do Loto, para quem jogou, claro ?
Mas não é apenas o Povo Português, a viver desesperadamente, na ânsia do porvir, fiquem tranquilos. Para mim é contudo o meu Portugal que me interessa. Pena é que o desesperado de chegar a um amanhã que não existe, não se dê o trabalho de analisar um passado que, evidentemente, não existe mais, mas teve lugar. Ora a fortuna/infortuna, reside num passado palpável e nunca num qualquer futuro quimérico, impalpável. Não tenha contudo, nenhum dos viventes medo, de que o Mundo vá acabar assim de repente. Vai é ser diferente e sobretudo vai ser aquilo que o Homem fizer dele. Você e eu. E o que fizermos dele é o que deixaremos como herança aos nossos filhos.
Assim sendo, como a única referência que proporcionamos aos nossos substitutos no tempo é um espaço vazio: ( Internet, realidade virtual, viagens no vazio, procura de matéria negra, vida eterna*...congelação ovular ? e tanto mais ), vamos seguramente bem depressa dar-mo-nos conta de que estamos a viver palpavelmente no vazio.
Até nova ordem e ESSA não dependerá seguramente da decisão do homem finito, somos constituídos de matéria e forçosamente por ela teremos, para sobreviver, que ser alimentados. De acordo já é possível fazer milhentas coisas virtualmente, até fazer: Amor Virtual ...!
Mas isso já, vão lá cinco séculos, os nossos Marinheiros faziam quando iam para o Brasil ou para a Índia e as Naus de volta se cruzavam em portos de abrigo, próximo dos Cabos Bojador ou das Tormentas e levavam uma carta da Bem- Amada que morria de saudades em Portugal. Pode dar a impressão, mas não sou, nem por, nem contra o passado presente ou futuro. Sou sim por um ensinamento aos nossos sucessores, da existência de Marcos Históricos, para que se possam, identificar e servir de baliza. Para aqueles que não compreendam do que estou a falar eu sugiro que imaginem um campo de futebol sem baliza.
E foi assim que os democráticos satanazes políticos, TENTARAM os (Cristos Povos) prometendo-lhes o mundo inteiro de farta abundância. Mas os (Cristos Povos) nunca pegaram numa BÍBLIA para ler a tentação de Cristo por Satanás.
É contudo curioso constatar a dificuldade que os democráticos satanazes políticos, tem em aplicar o supositório da democracia aos (Povos não Cristos)..!
É isso, esses (Povos não Cristos), como recusam por todos os meios, serem supositoriados, os democráticos satanázes de comum acordo, enviam-lhe supositórios de avião, de modo a supositoriar dezenas e milhares deles duma vez; sãos, doentes, velhos, novos, crianças ...!
Oh! Meus amigos alguém vai pagar as favas. Alguém têm que pagar as favas. Se recuarmos no tempo fazer uma visita à Historia constataremos facilmente qual foi o resultado das injustiças guerricidas...!
De Thomas Hobbes direi apenas que a sua análise quinhentista, da governação encaixa como uma luva nas “ Governaduras da actualidade”...! Que desperdício esta avareza do amanhã quando no passado esta lá tudo preto no branco ...!
Quanto a minha visita pela demografia, gostaria apenas de vos deixar alguns dados:
Portugal em 1950 tinha 8.400.000 cidadãos. Em 2014 tinha 10.813.834.
Entre 2009 e 2014 a população aumentou em media por ano 21.182 cidadãos.
A Suiça em 1950 tinha 4.700.000 cidadãos. Em 2014 tinha 8.136.700.
No Mundo, actualmente, nascem 1.700.000 pessoas por semana

Sem comentários:

Enviar um comentário