13/02/2015

Direito a exigir que baixem os impostos



O Governo está na intenção de pagar antecipadamente 14 mil milhões do nosso empréstimo ao FMI . Como sabemos Portugal fez um  resgate total que anda à volta de 76 mil milhões de euros. O FMI emprestou 26 mil milhões de euros.

Pagar mais cedo, com dinheiro arrecado pela feroz austeridade sobre os portugueses, com juros mais baixos e evitar muitos pagamentos em poucos anos e muito próximos é uma boa ideia.

Tudo que implique  poupança de juros é positivo para o país e passa a ideia de credibilidade. É bom substituir financiamento mais caro por dinheiro mais barato. Permite dar confiança aos nossos credores e a nós próprios que somos capazes.

Ganhar tempo e dinheiro para honrar os nossos compromissos, permite evitar que  haja picos de esforço durante os próximos anos e diluir os pagamentos ao longo do tempo.

Com esta operação o Governo vai poupar entre 150 a 200 milhões de euros.

Seria da mais elementar justiça que essa poupança fosse devolvida aos portugueses. Foi à custa do aumento de uma carga fiscal brutal que se conseguiu esta antecipação.

Seria importante dar este sinal de alívio fiscal. No fundo os portugueses têm pago com língua de palmo a austeridade e ter um pouco de desafogo é da mais elementar justiça.

JJ 

1 comentário:

  1. Um artigo muito interessante e que em poucas palavras, evidência bem a situação actual do país.
    E assim, também fica claro, que se a nossa situação económica foi deixada em rastos em 2011, ela nunca foi nem é (muito menos agora...), igual à da Grécia .
    Enquanto a austeridade em Portugal, apesar de muito pesada e por vezes mal dirigida..., está dando resultados bem positivos e proveitosos para que se possa começar a encarar o futuro com mais alguma confiança.
    Ora na Grécia, a austeridade não serviu para nada ,e até a situação do país, na generalidade piorou.
    Esperemos agora, que por causa de eleições, não se comece a prometer o que não se pode e não deve.
    Porque da parte do PS, como é habitual..., a demagogia já anda no ar!

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar