01/01/2015

ATINGIMOS 2015





Jorge Carvalho
Desde miúdo que ouço, por esta altura do ano, esta expressão metafórica:
“ ANO NOVO VIDA NOVA”.
De significado vago, indefinido, muito usado para preencher vazios no diálogo de alguma hipocrisia.
“ MAS VIDA NOVA, EM QUÊ”?!
Haverá alguma coisa de novo, mais importante na invalidade, na falta de poder de compra dos Portugueses, no aumento do desemprego e da corrupção, etc., etc.
“Mergulha o Mundo na imensidão
Deste tempo que parece não ter fundo
Continua tudo como dantes assim vai o Mundo
Sem alterar em nada esta DESgovernação”.
Em tudo o resto será mais ou menos, como os anteriores, apenas com a particularidade de mudanças das cadeiras do poleiro, Desgovernamentais, arre porra que é demais!
Haverá como sempre, certezas e esperanças:
CERTEZAS:
Mais austeridade, mais corrupção, mais desemprego, mais falta de pão, mais pobreza, miséria, mais carne no talho e mais injustiças, etc., etc.
ESPERANÇAS:
É com a luta do Povo, se este abrir os olhos, que se forja o Futuro! Que se vai intensificar o protesto e a indignação, será que vamos mais uma vez assistir a mudança de política, com as mesmas políticas?!!!
DÚVIDAS:
Se vai haver mais Desgovernantes presos!
Se vai haver mais homens e mulheres no desemprego e na miséria!
Se vai continuar a haver milhares de Crianças com fome!
Se vai continuar tão longe da realização de uma refundação humanista!
ASSIM ATINGIMOS MAIS UM ANO, 2015, e as perspectivas deste País, infelizmente, não são animadoras.
O nosso Povo defronta-se com imensas dificuldades de vária ordem, assim vem sucedendo nos planos sociais e económicos.
Os tempos decorrem de maneira preocupante e há razões para nos interrogamos com esta humanidade irresponsável que quase perdeu o rumo do seu destino autêntico, a noção, das suas responsabilidades e a consciência do seu comportamento de incompetências…
As ambições desses senhoritos não têm limites, e, todos os meios são possíveis para que os fins sejam alcançados.
As consequências são nefastas para esta Sociedade que se encontra em declínio, neste País de ódio, neste País de DESgovernantes, de corrupção, do esmagamento de todos os valores que deviam estruturar uma verdadeira sociedade justa, mas assistimos um ajuste de contas com o 25 de Abril, todas as suas conquistas serão destruídas por esses falsários.
APESAR DE TUDO, apesar de ter ficado decepcionado mais uma vez, pelo Mundo não ter acabado, não tendo eu, qualquer pressa de partir, fez-me pensar…., pensar que ter saúde e estar vivo é a maior de todas as riquezas!
Na minha insignificância de tal modo mal-agradecido, num querer esquecer, de não ter saúde, ou não estar vivo, de nada serve, continuaremos andar num corre, corre, num faz de conta, num querer esquecer o que temos ou o que somos “mascarados”, porque não conseguimos ser autênticos, reais!
O peso desta sociedade injusta, mal formada, em que alguns, o único Deus válido, é ele, o dinheiro, e ter coisas, maldade, o consumismo, a ostentação, é de tal ordem, que preferimos este faz de conta, mantendo o nosso comodismo.
Será com medo de nós!? E dos outros?
Continuamos com medo de sermos rejeitados, e de nos mostramos tal qual somos - FRÁGEIS!?
POIS MEUS CONSIDERADOS AMIGOS E AMIGAS,
Com estes senhoritos do poder, quer local ou central,
ESTA DEMOCRACIA É UMA FARSA, ESTE PAÍS CONTINUA A SER CINZENTO, TRISTE, INFELIZ.
“ ANO NOVO VIDA VELHA”
Para todos os AMIGOS E AMIGAS que 2015, não seja o espelho de 2014, que o NOVO ANO seja muito e muito melhor e diferente do que todas as previsões para 2015.
AMIGAS e AMIGOS OLHOS ABERTOS E COM VONTADE DE LUTAR!!!

2 comentários:

  1. Somos as formiguinhas,tão simples quanto isto...

    ResponderEliminar
  2. Mas formiguinhas aos milhoes. A capacidade de mobilizacao e' que conta.
    Populismo? Diz aquela figura oca e cinzenta que ocupa o lugar de Presidente da Republica...

    ResponderEliminar