27/09/2014

Pedro Passos Coelho safou-se mas...




Pedro Passos Coelho safou-se dando explicações no Parlamento. Percebeu-se que não recebeu dinheiro ilegalmente pois a exclusividade não lhe permitia. Contudo fica a ideia que contornou a lei. Em vez de receber uma remuneração fixa por mês , recebeu dinheiro por gastos em representação.

Um equilíbrio linguístico ou uma questão de semântica mas no fundo recebeu algo contornando a lei. Toda a gente sabe que muitas vezes recebe-se muito mais com gastos de representação do que por um ordenado fixo.

Pedro Passos Coelho foi arguto pois com despesas de representação não pagava mais impostos e fugia à impossibilidade de ter outro ordenado porque estava em exclusividade como deputado.

Esta forma de actuar não é nova, nem é apanágio de políticos mas sim da maioria dos portugueses. Deste modo Pedro Passos Coelho negou ter recebido dinheiro ilegalmente contudo não foge à suspeição e à dúvida que vai continuar a persistir.

Há tantas coisas que nós sabemos de antemão mas temos dificuldade em provar. Isto é, sabemos que é verdade mas não temos como provar. Resta saber como vai reagir a opinião pública no futuro.

Para já, Pedro Passos Coelho, safou-se mas...

JJ

1 comentário:

  1. As explicações de PPC, são do género das que os pais dão aos filhos, quando eles com desconfiança perguntam sobre a existência do Pai Natal!
    Depois, alguns ainda ficam acreditando..., outros ficam com as mesmas dúvidas, e há aqueles que deixam de acreditar.
    Eu, desde os seis anos que não acredito no Pai Natal....

    Hercília Oliveira

    ResponderEliminar