01/06/2014

NOTAS



António José Seguro quer primárias no PS aberto a todos os militantes mas também a simpatizantes. Há tempos escrevi sobre esta temática e tenho dúvidas e temores- Primárias nos partidos benefício da dúvida

O caminho de António Costa não vai ser fácil e Seguro não se dá por vencido nem convencido.

António José Seguro ao assumir a liderança no PS ficou refém dos acordos no aparelho partidário do PS e rapidamente esqueceu-se no que sempre falou - sociedade civil. O exemplo de Matosinhos foi marcante.

Ao contrário, António Costa pode chegar à liderança do PS pela pressão da opinião pública e simpatizantes.

Vamos ver como se fará a possibilidade de simpatizantes do PS poderem votar para o candidato a Primeiro- Ministro. Isso pode beneficiar António Costa mais bem aceite e preferido fora do partido que dentro do partido.

O Governo perdeu as europeias em silêncio e este burburinho PS encobriu a falta de reacção pelo descalabro eleitoral com a pior votação de sempre.

O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do governo. E provou à saciedade a desigualdade de tratamento excessiva dos funcionários públicos em relação aos outros funcionários e trabalhadores. 

Acho piada a todos do PS , ditos influentes : Mário Soares e outros , adoptarem uma posição antes de saber o que pensam os militantes.

Queria-me rir se o PS de novo escolhesse António José Seguro.

Os partidos já não são portadores privilegiados de soluções e alternativas, e não podem pensar que monopolizam tudo na vida pública.

Não tenho a certeza se António Costa se torna líder do PS possa ganhar as próximas eleições legislativas em 2015 , aparecendo ligado a pessoas próximas de José Sócrates.

Para quê um PS ligado ou próximo de José Sócrates?

Os partidos políticos são vistos pelos portugueses, como parte do problema do que parte da solução.

O modelo clássico de partido de inspiração religiosa como diz Gramsci e com muitos rituais e  missas tem os dias contados.

JJ

2 comentários:

  1. Caro JJ,

    A vitória de Pirro de AJ Seguro não podia ser deixada em branco. Os históricos do PS devem agora sair do sofa. O Partido atingiu o grau zero com Seguro, depois de um consulado de Sócrates que não deixou boa imagem, sobretudo no 2º mandato e após todas as trapalhadas de ordem ética em que Sócrates se envolveu.
    Não é bom António COsta aparecer com a Tralha Socratista. Mas osta fez bem em se posicionar, sob pena de se revelar um oportunista.

    Hije é Portugal que precisa de Costa para que, no mínimo, as próximas legislativas não redundem num empastelamento perigoso da política portuguesa.

    MR

    ResponderEliminar
  2. É uma luta de galos no mesmo poleiro. Os problemas do país ficam para trás. Eles querem lá saber do povo! Abrem a boca com a palavra povo, mas só pensando na barriga e na bolsa. Enquanto a esquerde se digladia a extrema direita vai ganhando cadeiras do poder até reduzir a esquerda folclórica em cinzas e má memória. Sociais democratas e socialistas têm feito um lindo serviço à democracia, a ponto de a retalhar em farrapos e dar campo aberto à extrema direita, ansiosa de vingança. A França foi sempre o espelho de uma Europa em frangalhos e foi sempre um aviso para os que se mantêm cegos e surdos aos tempos que correm nada favoráveis a estas aventuras pessoais. A luta vai ser renhida. A batalha vai provocar sangue, suor e lágrimas... de crocodilo. Francisco Azevedo Brandão.

    ResponderEliminar